Greve se mantém forte e cresce 28% em Piracicaba e Região

A greve se manteve firme em Piracicaba e cresceu na região no oitavo dia. Nesta quarta-feira (25), a greve atingiu dez cidades e 76 agências, sendo 28 de Piracicaba, e a expectativa é ampliar para, no mínimo, mais uma cidade nesta quinta-feira, 26.

Além de ampliar a adesão espontânea dos bancários em Santa Bárbara D’Oeste e Capivari, o fato novo desta quarta foi a tentativa do Banco Itaú agência Centro Piracicaba de criar um conflito jurídico entre Ação Civil Pública, que garante o direito de greve conquistada pelo SINDBAN (Sindicato dos Bancários de Piracicaba e Região), e uma medida liminar de interdito proibitório, que preserva o patrimônio do banco. Além disso, o banco tentou coagir os funcionários da agência, ação esta que foi testemunhada inclusive pela Polícia Militar, criando um mal estar na agência.

“Achamos lamentável a atitude do banco que, ao perder na estratégia de exploração de funcionários para a ação de mobilização do Sindicato, buscou a intervenção judicial e policial para dar sustentação a sua estratégia de impedir o movimento grevista”, afirmou o presidente do SINDBAN, José Antonio Fernandes Paiva.

No final do dia, uma reunião foi organizada no Sindicato e o Comando ratificou o estado de greve por unanimidade. “Nunca mais ninguém ouse duvidar da capacidade de organização da classe trabalhadora”, finalizou Paiva.

Deixe um comentário