MEC avalia com nota 4 o curso de Gestão da Qualidade da Fatep

O curso Superior de Tecnologia em Gestão da Qualidade da Fatep (Faculdade de Tecnologia de Piracicaba) recebeu nota 4 da comissão de avaliadores do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), do Ministério da Educação e Cultura (MEC). O conceito, que vai de 1 a 5, está sendo comemorado pela instituição, que cumpriu todas as exigências para oferecer aos alunos ensino de qualidade e atualizado de acordo com as necessidades do mercado.

Durante a permanência na Fatep, entre os dias 4 e 7 deste mês, a comissão enviada pelo MEC conheceu o novo campus e sua infraestrutura, incluindo visitas à biblioteca, salas de aula, laboratórios entre outros setores. Também avaliou os equipamentos, a acessibilidade do prédio, o conteúdo didático-pedagógico, o corpo docente e tutorial e analisou toda a documentação do Superior de Tecnologia em Gestão da Qualidade.

Para o diretor-mantenedor da Fatep, professor Marcos Antonio de Lima, que acompanhou a visita, “o reconhecimento do MEC consolida mais uma etapa para efetivar nosso objetivo de manter a Fatep entre as melhores instituições de Piracicaba e da região. A excelente nota obtida na avaliação é resultado do trabalho e dedicação da direção, professores e funcionários, incansáveis na defesa do ensino de qualidade”, diz.

SOBRE O CURSO – Realizado em dois anos no período noturno, o curso Superior de Tecnologia em Gestão da Qualidade prepara profissionais para atuarem na implementação e garantia da qualidade visando à racionalização dos processos e aumento da competitividade. Além disso, possibilita aos alunos o crescimento pessoal integral, o desenvolvimento do senso crítico, a percepção dos valores éticos e cidadania.

O tecnólogo em gestão da qualidade pode atuar na indústria, especialmente nas áreas automobilística, petroquímica, eletroeletrônica e alimentícia, ou ainda, em prestadoras de serviços. A procura por este profissional é mais intensa nos polos industriais, como Sul, Sudeste e Nordeste.

Entre as funções, o tecnólogo em qualidade deve mapear e auditar processos de produção e serviços; implementar e executar programas 6 Sigma; identificar e resolver problemas de qualidade; planejar, supervisionar e coordenar projetos de gestão da qualidade; atuar em equipes multidisciplinares; gerir grupos de pessoas; avaliar a viabilidade econômica de projetos de gestão da qualidade e o impacto das atividades no contexto social e ambiental.

SOBRE O INEP – O Inep conduz todo o sistema de avaliação de cursos superiores no país, produzindo indicadores e um sistema de informações que subsidia o processo de regulamentação, exercido pelo MEC, e garante transparência dos dados sobre qualidade da educação superior a toda sociedade. Os avaliadores seguem parâmetros de um documento próprio que orienta as visitas, os instrumentos para avaliação in loco. São avaliadas as três dimensões do curso quanto à adequação ao projeto proposto: a organização didática-pedagógica; o corpo docente e técnico-administrativo e a infraestrutura.

Deixe um comentário