Palestrantes da 5ª Conferência de Piracicaba

logoJá estão definidos os palestrantes da 5ª Conferência Municipal da Cidade Piracicaba, que acontece no dia 13 de abril, a partir das 8h, no Armazém da Cultura Maria Dirce de Almeida Camargo – Estação da Paulista.

Para ministrar as palestras com a temática “Quem muda a cidade somos nós: Reforma Urbana Já”, proposta pelo Ministério das Cidades, foram convidados profissionais especialistas nos eixos nacionais estabelecidos para o desenvolvimento do tema. Para falar sobre Participação e controle social no sistema nacional de desenvolvimento urbano – SNDU, o doutor em sociologia Wagner de Melo Romão, que é professor universitário e pesquisa temas relacionados à democracia participativa, à gestão de políticas públicas e às relações entre Estado, governos e sociedade civil. Para versar sobre Fundo Nacional de Desenvolvimento Urbano, o arquiteto e urbanista Élton Alberto de Campos, que é Coordenador da Gerência de Desenvolvimento Urbano da Caixa Econômica Federal (GIDUR –Piracicaba). Para discorrer sobre Instrumentos e Políticas de Integração Intersetorial e Territorial, o arquiteto e urbanista Alex Marques Rosa, Secretário de Habitação de Limeira e pesquisador do tema da integração das políticas e ações do poder público. Para explanar sobre Políticas de incentivo à implantação de instrumentos de promoção da função social da propriedade, a mestre em Planejamento Urbano e Regional, Vanessa Gayego Bello Figueiredo. Para fazer um retrospecto e Avaliação da 1ª, 2ª, 3ª e 4ª Conferências Nacionais, realizadas em 2003, 2005, 2007 e 2009, respectivamente, e atuação do Conselho das Cidades, a mestre em urbanismo Lígia Nerina Rocha Duarte.

A 5ª Conferência Municipal da Cidade tem como foco principal o debate, entre governo e sociedade civil, sobre a implementação do Sistema Nacional de Desenvolvimento Urbano – SNDU, cuja criação parte da necessidade de coordenar as ações governamentais (Governo Federal, Estadual e Municipal) relacionadas às políticas urbanas de forma a universalizar o direito à cidade, em especial, o acesso à moradia digna, aos serviços de saneamento ambiental e à mobilidade urbana.

Deixe um comentário