Paróquia Imaculada celebra padroeira e os 60 anos de sacerdócio de Monsenhor Jorge

Monsenhor Jorge-1-Foto de Rosiley Lourenço

A Igreja celebra na próxima terça-feira, 8 de dezembro, a solenidade da Imaculada Conceição. Na diocese, a Imaculada Conceição é padroeira de cinco paróquias: em Águas de São Pedro, Ipeúna, Piracicaba (Vila Rezende e Nova Suíça) e Santa Bárbara D’Oeste. Também é padroeira do Seminário Propedêutico, no bairro Nova Suíça, além de várias capelas.

Feriado Municipal em Piracicaba, o dia 8 será especial para a Paróquia Imaculada Conceição, da Vila Rezende, pois além de celebrar a sua padroeira, haverá a missa solene de ação de graças em comemoração ao Jubileu de Diamante pelos 60 anos de vida sacerdotal do pároco emérito monsenhor Jorge Simão Miguel.

Marcada para 9h, a celebração será presidida por Dom Fernando Mason e concelebrada por monsenhor Jorge Simão Miguel, pelo pároco padre Paulo Roberto Saraiva de Brito e o vigário paroquial padre José Geraldo de Campos Penido, além de outros padres da diocese.

Exposição – Termina também no dia 8 de dezembro a exposição em homenagem aos 60 anos de sacerdócio do monsenhor Jorge Simão Miguel. Composta por fotografias, batistérios, reportagens, documentos históricos e até duas fotos em papelão em tamanho original, a mostra retrata a trajetória deste ícone da Igreja Particular de Piracicaba.

A exposição está montada na Paróquia Imaculada Conceição, localizada na Av. Dona Lídia, nº 340, na Vila Rezende. A visitação pode ser feita de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h; sábado, das 8h às 11h30 e das 14h às 21h e aos domingos, das 7h às11h e das 16h às 21h.

IMACULADA – a Igreja celebra a solenidade da Imaculada Conceição, professando que a Mãe de Jesus foi concebida sem o pecado original, herança com que todos nascemos. Essa verdade de fé foi proclamada pelo Papa Pio IX em 8 de dezembro de 1.854, através da bula “Ineffabilis Deus” que, no número 42, declara: “Pela inspiração do Espírito Santo Paráclito, para honra da santa e indivisa Trindade, para glória e adorno da Virgem Mãe de Deus, para exaltação da fé católica e para a propagação da religião católica, com a autoridade de Jesus Cristo, Senhor nosso, dos bem-aventurados Apóstolos Pedro e Paulo, e nossa, declaramos, promulgamos e definimos que a Bem-aventurada Virgem Maria, no primeiro instante de sua conceição, foi preservada de toda mancha de pecado original, por singular graça e privilégio do Deus Onipotente, em vista dos méritos de Jesus Cristo, Salvador dos homens, e que esta doutrina está contida na Revelação Divina, devendo, portanto, ser crida firme e para sempre por todos os fiéis.”

2 comentários

  1. Morães Carlos em 09/12/2015 às 09:06

    monsenhor Jorge Simão Miguel

  2. Morães Carlos em 09/12/2015 às 09:17

    não entendo,tenho irmão com 63 anos e prima com 68 que foram batizados por ele,obs até pouco tempo tinha fotos. parabéns e forte abraço ao nosso querido Párco Mons senhor Jorge Simão Miguel…

Deixe um comentário