Pastoral da Criança da diocese é destaque em nível nacional

Das 305 (arq)dioceses do Brasil que contam com o trabalho da Pastoral da Criança, a Diocese de Piracicaba ocupa a terceira colocação no ranking nacional e o primeiro lugar no estado de São Paulo, devido às boas ações desenvolvidas pela equipe de coordenação diocesana, capacitadores, coordenadores das regiões pastorais, das paróquias e das comunidades, além do serviço essencial dos líderes responsáveis pela celebração da vida nas 156 comunidades atendidas.

Para a classificação, a Pastoral da Criança Nacional, com sede em Curitiba (PR), realiza trimestralmente uma avaliação composta de vários indica-dores como: formação e capacitação de líderes, atendimento aos pobres, redução no índice de pobreza, utilização racional de recursos financeiros, oportunidades e conquistas, entre outros.

Neste contexto, a Pastoral da Criança da Diocese de Piracicaba conquistou 38.40 pontos, atrás apenas da Diocese de Criciúma (SC) com 39.40 e da Diocese de Bom Jesus da Lapa (BA) com 38.70, ocupando a primeira e a segunda colocação respectivamente. Já entre as 45 (arq)dioceses do Estado de São Paulo onde a Pastoral da Criança desenvolve ações e atendimentos, a Diocese de Piracicaba é a primeira colocada. “A classificação é termômetro do trabalho que estamos fazendo e também nos orienta para melhorar ainda mais nossas ações na Pastoral”, afirmou a coordenadora diocesana, Marlene Besen Eckstein.

Recentemente a Pastoral da Criança diocesana recebeu o auditor Ednilson Cunico. Ele veio de Curitiba e acompanhou as ações desenvolvidas na diocese, além de conferir as documentações da área administrativa. Ao ser recebido pelo bispo Fernando Mason, Cunico elogiou o empenho das diversas pessoas envolvidas na Pastoral da Criança diocesana.

RUMO AOS 30 ANOS – Em 2017, a Pastoral da Criança completará 30 anos de atuação na diocese. Atualmente a Pastoral acompanha 6.261 crianças menores de seis anos, 5.402 famílias e 298 gestantes. Está presente em 51 paróquias, totalizando 156 comunidades e conta com o trabalho de 634 líderes comunitárias e 358 voluntários.

Deixe um comentário