Projeto Pérola forma sua terceira turma

A formatura da terceira turma do Projeto Pérola, implantado na Casa do Bom Menino de Piracicaba em 2011, acontece nesta quinta-feira (25), às 19h, no Salão Nobre Helly de Campos Melges da Câmara de Vereadores de Piracicaba.

As aulas consistem em unir informações sobre informática e cidadania num objetivo de promover a profissionalização e politização de pessoas de baixa renda. Os 60 formandos participaram de atividades que totalizaram uma carga horária de 90 horas.

Sobre o conteúdo da grade curricular do Pérola em Piracicaba, a coordenadora do projeto em Piracicaba, Daiane Pereira dos Santos, destaca as aulas de Windows, Word e Excel, e, também, sobre saúde e reciclagem.

Fundado em janeiro de 2000, o projeto Pérola é uma associação de caráter social que visa desenvolver a consciência protagonista nas comunidades assistidas, a fim de que os jovens atendidos utilizem os conhecimentos ao longo do curso e acreditem em seu potencial.

A iniciativa já formou mais de 22 mil alunos nas 52 unidades do projeto, sendo 33 distribuídas nas cidades de Sorocaba e as demais em Iperó, Itapetininga, Mairinque, Piracicaba – Unidade Casa do Bom Menino, Salto e Votorantim.

INSCRIÇÕES

A Casa do Bom Menino estendeu até o dia 23 de agosto o período de inscrições do curso profissionalizante do Projeto Pérola para este segundo semestre. Nomeada Escola Digital e Cidadania, os candidatos às aulas gratuitas devem ir pessoalmente, das 8h às 17h, à sede da instituição, na rua Machado de Assis, 593, bairro Nova América, e apresentar documentos pessoais originais (RG, CPF e comprovante de residência) e preencher um questionário socioeconômico disponível no local. Havendo disponibilidade de vagas, todos os inscritos serão incluídos no curso, mesmo não se enquadrando na faixa de baixa renda.

As aulas serão iniciadas entre o final de agosto e início de setembro, e seguem até dezembro. São seis horas semanais, distribuídas em três dias na semana e o aluno pode optar entre o período matutino e vespertino. O projeto disponibiliza 80 vagas para esse próximo semestre.

Também há dois formatos de curso, um mais simples e outro, avançado. Para o módulo 1 haverá aulas de Windows XP, Word, Excel, Power Point (Office 2010), cidadania, mercado de trabalho, saúde e sustentabilidade. No segundo módulo, a oportunidade de aprendizado engloba Excel 2, MS Publisher, Photoscape e internet, comunicação social, liderança, plano de carreira e empreendedorismo.

Podem se candidatar ao segundo módulo – novidade na grade de cursos do Pérola – o público com idade acima de 14 anos e que tenha conhecimento descrito no módulo 2, sem necessidades de qualquer comprovação. Para o módulo 1, podem se inscrever interessados com idade a partir dos sete anos. Não há limite de idade.

A coordenadora técnica da Casa, Patrícia da Matta, informa que, nos dois semestres anteriores, a Escola Digital recebeu grande procura da Terceira Idade. “Foi um público inesperado, mas que revela a falta de oportunidade no município para essa faixa etária”, diz Patrícia. Segundo a coordenadora, o módulo 1 foi o mais procurado pelos idosos e, o de número 2, se afina mais com o perfil do público jovem.

Deixe um comentário