Pula Catraca pretende manter manifestações

O movimento Pula Catraca, que organiza protestos em Piracicaba contra a alta na tarifa de ônibus, pretende manter manifestações mesmo que o prefeito Gabriel Ferrato reduza uma parte do aumento de R$ 0,40, aplicado no final de 2012.

No final de dezembro a Prefeitura de Piracicaba publicou decreto que elevou a tarifa de R$ 2,60 para R$ 3. A venda a bordo, direto com o motorista, passou de R$ 3 para R$ 3,40. As manifestações contrárias tiveram início em janeiro e o governo municipal manteve posição de não reverter o aumento.

O maior protesto desde o início do ano em Piracicaba ocorreu na última quinta-feira (20), quando cerca de 12 mil pessoas, segundo a Polícia Militar, participaram de passeata pelo Centro da cidade. Após o ato houve confronto com a Guarda Municipal e lojas foram saqueadas.

Na sexta-feira , Ferrato afirmou que está estudando alternativas para rever o aumento aplicado à passagem de ônibus. Uma nova manifestação ocorreu no dia e os participantes, que saíram em caminhada de frente da Prefeitura, chegaram a parar o trânsito na Rodovia Luiz de Queiroz (SP-304), uma das entradas da cidade.

O grupo planeja novo manifesto para a tarde de terça-feira (25), com concentração em frente ao Terminal Central Integração (TCI).

Deixe um comentário