Saúde lança Campanha de Vacinação contra o HPV

A Secretaria Municipal de Saúde lançou na tarde de terça-feira (10) a Campanha de Vacinação contra o HPV 2015. Para este ano, a meta é imunizar 80% das meninas com idade entre 9 e 13 anos residentes no município (6.403 de um total de 9.004 garotas nesta faixa etária).

O objetivo da campanha, que será realizada em todo o Brasil, é prevenir infecções virais pelos tipos presentes na vacina e, consequentemente, o câncer de colo de útero. A estratégia elaborada pela Vigilância Epidemiológica do município irá incluir, além das unidades de saúde, a imunização em 102 escolas públicas (57 estaduais e 45 municipais) e 30 escolas particulares.

“A vacina é fundamental, sendo a primeira contra um vírus causador de um câncer oferecida no Brasil. No ano passado, em seu primeiro ano de introdução no setor público, o resultado da primeira dose foi positivo, mas por desinformação e divulgação errada na mídia e em redes sociais de casos de reação à vacina que não foram confirmados, houve baixa procura na segunda dose. É importante que as meninas na faixa etária indicada se imunizem e tomem as três doses da vacina”, alerta o secretário de Saúde, Pedro Mello.

A transmissão do HPV ocorre por contato direto com a pele ou mucosa infectada e a principal forma é pela via sexual. A infecção por HPV pode evoluir para uma lesão precursora de câncer e, se não tratadas, essas lesões evoluem em alguns anos para câncer de colo de útero.

Os vírus HPV tipos 16 e 18 (alto risco) – cobertos pela vacina – são responsáveis por até 90% ds casos de câncer de ânus, 60% dos cânceres de vagina e até 50% dos cânceres de vulva. A eficácia da vacina é de 98% para prevenção do câncer de colo uterino e 100% para prevenção das verrugas genitais.

A vacinação contra o HPV é realizada em três doses. A segunda dose deve ser aplicada seis meses após a primeira e a terceira e última dose 60 meses (cinco anos) depois da primeira aplicação. Segundo a diretora da Vigilância Epidemiológica, Fernanda Menini, serão vacinadas também durante a campanha meninas e mulheres com idade entre 9 anos e 27 anos incompletos portadoras do HIV. “A partir de 2016, a vacina será indicada para meninas com 9 anos de idade”, disse.

Deixe um comentário