Segunda etapa de vacinação contra a gripe

Teve início na segunda-feira, 9 de maio, a segunda etapa da Campanha Nacional de Vacinação contra a Gripe em Piracicaba. As pessoas com doenças crônicas podem buscar a dose da vacina nas unidades de saúde da Atenção Básica.

As pessoas com doenças crônicas poderão ser vacinadas mediante indicação médica ou receita dos medicamentos de uso contínuo devido à doença apresentada. A listagem das doenças crônicas que permitem a administração da vacina é definida pelo Ministério da Saúde em conjunto com as sociedades científicas.

De acordo com o ministério, há indicação da vacina às seguintes doenças:

  • Doença respiratória crônica (Asma em uso de corticoide inalatório ou sistêmico; DPOC; bronquiectasia; fibrose cística; doenças intersticiais do pulmão; displasia broncopulmonar; hipertensão arterial pulmonar; crianças com doença pulmonar crônica da prematuridade)
  • Doença cardíaca crônica (Doença cardíaca congênita; hipertensão arterial sistêmica com comorbidade; doença cardíaca isquêmica; insuficiência cardíaca)
  • Doença renal crônica (Doença renal nos estágios 3, 4 e 5; síndrome nefrótica; pacientes em diálise)
  • Doença hepática crônica (Atresia biliar; hepatites crônicas; cirrose)
  • Doença neurológica crônica (Condições em que a função respiratória pode estar comprometida pela doença neurológica; considerar as necessidades clínicas individuais dos pacientes, incluindo: AVC, indivíduos com paralisia cerebral, esclerose múltipla e condições similares; doenças hereditárias degenerativas do sistema nervoso ou muscular; deficiência neurológica grave)
  • Diabetes (Diabetes mellitus tipo I e II em uso de medicamentos)
  • Imunossupressão (Imunodeficiência congênita ou adquirida; imunossupressão por doença ou medicamentos)
  • Obesos (Obesidade grau 3)
  • Transplantados (Órgãos sólidos; medula óssea)
  • Portadores de trissomias (Síndrome de Down, Síndrome de Klinefelter e outras trissomias)

A campanha segue até o dia 20 de maio em todas as unidades da Atenção Básica (PSFs, UBSs e CRABs). A meta do Ministério da Saúde é imunizar 80% do público-alvo da campanha, composto por cerca de 80 mil pessoas.

Além dos doentes crônicos, devem ser vacinados os idosos (com mais de 60 anos), gestantes, puérperas (até o 45º dia após o parto), crianças com idade entre seis meses e menores de cinco anos e os profissionais da saúde.

Deixe um comentário