Seminário detalha andamento de obras da barragem de Santa Maria

Detalhar o andamento das obras da barragem de Santa Maria da Serra é o objetivo do 4º Seminário Técnico sobre a Hidrovia Tietê-Paraná, que será realizado no dia 19 de janeiro, às 9h, no Parque Tecnológico de Piracicaba. O andamento do projeto será apresentado pelo diretor do Departamento Hidroviário do Estado de São Paulo, Casemiro Tércio Carvalho.

A organização é do deputado federal Antonio Carlos Mendes Thame (PSDB) e do prefeito Barjas Negri (PSDB). Thame encabeça, há 20 anos, a luta para que a navegação do rio Tietê-Paraná seja estendida até o braço do Piracicaba, chegando até Ártemis, com a construção da barragem de Santa Maria da Serra. No dia 6 de novembro, foram iniciados os estudos geológicos na área a ser inundada.

O consórcio Themag/Ebei/Vetec/Umah foi o vencedor da licitação para executar os serviços técnicos especializados visando à consolidação de estudos existentes, para elaboração do projeto executivo da barragem de Santa Maria da Serra e os procedimentos necessários para aprovação ambiental do empreendimento. Os trabalhos desta etapa estão orçados em R$17.754.701,86, com prazo de execução de 20 meses. O contrato foi assinado com o DER (Departamento Estadual de Estradas de Rodagem) no final de julho.

Depois disso, será realizado um novo processo licitatório que contemplará as obras propriamente ditas de construção da barragem, de dentro do reservatório, e as desapropriações. As obras, orçadas em R$ 280 milhões, permitirão ampliar a navegação da hidrovia Tietê-Paraná em 55 km até o distrito de Ártemis, em Piracicaba. “A obra é estratégica e faz parte do complexo que vai transformar nossa região em uma das mais desenvolvidas do Estado de São Paulo e do Brasil”, declara Thame.

Deixe um comentário