Sindban lança projeto voltado à causa animal

O SINDBAN (Sindicato dos Bancários de Piracicaba e Região) lança nesta terça-feira (10) o Projeto Todo Ser – Projetos, Ideias e Ideais com o objetivo de discutir e implementar atividades voltadas à proteção, defesa e políticas públicas voltadas aos animais.

O Projeto Todo Ser nasceu do interesse de pessoas de diversas atividades e instituições em contribuir em ações na defesa e proteção de animais.

No processo de composição da chapa que disputou as eleições de diretoria, o então presidente José Antonio Fernandes Paiva conclamou que fossem apresentadas pelos novos diretores propostas de trabalho. Entre os novos diretores estava a cuidadora e bancária Gilmara Voltani, que propôs a ideia de que o Sindicato, além das causas trabalhistas relacionadas aos bancários, se envolvesse em algum projeto voltado a atenção aos animais.

Depois da eleição a proposta foi apresentada à Diretoria, aprovada por unanimidade, e então Gilmara buscou na sociedade projetos ligados à área animal. “A partir daí, um grupo de cuidadores se uniu e criou o Projeto Todo Ser, que tem como foco a educação e a elaboração de legislações para o direito animal”, afirmou a diretora.

A partir da criação do Projeto, o Sindicato dos Bancários ofereceu estrutura física e apoio logístico para alocar o projeto e suas ações. A presidenta do SINDBAN, Angela Ulisses Savian, salienta que a cidade carece de projetos e leis desenvolvidos por pessoas ligadas à causa, com conhecimento e vivência do problema. “Projetos contínuos e políticas públicas precisam ser, rapidamente, implementadas para frear o crescimento do abandono e prática de maus tratos. E como o Sindicato luta por todos os tipos de causas sociais, acreditamos neste Projeto, por isso unimos forças com este grupo de cuidadores”, salientou.

O Projeto Todo Ser tem três linhas de atuação: educação, políticas públicas e apoio à pesquisas que melhorem a qualidade de vida de animais especiais. A meta é formar uma rede solidária para atender os animais em vários segmentos, não se restringindo a animais domésticos. “Todas as ações buscam criação de indicadores para que o trabalho possa gerar números que comprovem a eficiência de ações integradas e não isoladas. É importante entender que apenas a castração e controle de natalidade não garantirão um futuro mais justo para os animais. Por isso, as ações devem acontecer de forma integrada e contínua para gerar resultados positivos”, afirmou a cuidadora voluntária Miriam Lucia Moreira Miranda, com larga experiência no terceiro setor e na causa animal, que atendeu ao chamado do Sindicato e integra o projeto.

PRIMEIRA AÇÃO – Já no lançamento, o SINDBAN também buscou um diferencial de ação. Marcado para as 19h30, na Societá Italiana, acontece o 1º Encontro sobre Políticas Públicas para os animais, que contará com a presença da médica veterinária Fernanda de Figueiredo Beda, presidente da Comissão de Políticas Públicas do Conselho Regional de Medicina Veterinária de São Paulo.

O evento é aberto à sociedade e deve contar com a presença de cuidadores, ONGs (Organizações Não Governamentais), autoridades municipais e departamentos municipais ligados aos temas relacionados.

Conteúdo relacionado

Deixe uma resposta