Sindban paralisa agência do HSBC em Dia Nacional de Luta

Fechamento de agências, demissões, falta de funcionários e desrespeito com os clientes. Esses foram, de acordo com informações do Sindban, os principais motivos para a realização do Dia Nacional de Luta contra o HSBC, na quarta-feira, 23, em todo Brasil. Em Piracicaba, o Sindban (Sindicato dos Bancários de Piracicaba e Região) paralisou o atendimento em uma agência do HSBC para conversar com funcionários e gestores e expor aos clientes a atual situação do banco.

Apesar de ser um dos maiores bancos do planeta, com lucro mundial de R$ 37 bilhões em 2013, no Brasil a sua política é reduzir custos. Somente nestes primeiros três meses do ano, 20 agências já foram fechadas no país e 142 funcionários dispensados. “Estamos aqui para exigir que o HSBC respeite funcionários e clientes e mude sua política de demissões sem novas contratações, resultando em atendimento de má qualidade aos clientes, cobranças indevidas e metas abusivas aos bancários”, enfatizou o diretor do Sindban, Ubiratan Campos do Amaral.

 

Deixe um comentário