Cesta Básica mantém tendência de queda

ICB_FEALQ_2013_03_18O preço médio da Cesta Básica de Piracicaba ICB – Esalq/Fealq, calculado pela Esalq Jr. Economia, para a semana encerrada no dia 15 de março de 2013, apresentou queda de 0,68% em relação à semana anterior, passando de R$ 413,01 para R$ 410,22. A categoria Alimentos passou de R$ 337,66 para R$ 334,82 (variação de -0,84%). A categoria Limpeza Doméstica aumentou de R$ 41,59 para R$ 41,72 (+0,32%). A variação na categoria Higiene foi de R$ 33,77 para R$ 33,68 (-0,25%). Os produtos com destaque nessa análise são a batata (+24,75%) e o extrato de tomate (+6,43%). A batata apresentou um aumento de 24,75%, de R$2,81 para R$3,50/kg. Esse aumento de preço foi causado pela redução da sua oferta. Segundo o Cepea – Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada, a área de batata do Sul de Minas Gerais foi reduzida em, aproximadamente, 8% em relação à safra anterior. Os atuais preços de venda são 67% superiores aos custos médio estimado pelos produtores, Para a safra das secas, eles pretendem manter a mesma área de cultivo.

O aumento no preço do extrato de tomate de 340 gramas foi de 6,43% na semana, de R$ 2,51 para R$ 2,67. Segundo o CEPEA (Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada), os preços do tomate aumentaram em razão da queda de produtividade decorrente da incidência de doenças bacterianas. As chuvas que ocorreram nas principais regiões produtoras, neste início de ano, criaram condições climáticas favoráveis para o ataque.

Deixe um comentário