Alunos da Fatec Piracicaba desenvolvem biogás a partir de novo método

Tema de trabalho de graduação de dez alunos do curso de “Biocombustíveis” da Fatec de Piracicaba vira projeto executado em parceria com a Cooperativa dos Plantadores de Cana do Estado de São Paulo (Coplacana). Os estudantes desenvolveram uma maneira de converter os dejetos dos bois em biogás e biofertilizante.

A Coplacana trabalha com confinamento de bois e utiliza a pecuária intensiva em sinergia com a produção de cana-de-açúcar e biodiesel. O projeto dos alunos da Fatec de Piracicaba vem ao encontro com a proposta de atingir a autossuficiência na produção cooperativista, já que o biogás, em uma segunda etapa, será transformado em energia que voltará para a Cooperativa para abastecer uma fábrica de óleo vegetal.

Segundo o professor Alexandre Mazzonetto, da Fatec, o projeto pode até virar uma patente porque “os animais em confinamento têm má digestão e tomam um remédio para isso, o que acaba prejudicando a produção de biogás”. Assim, o professor explica que tiveram de desenvolver uma substância para resolver essa questão. A ideia é que os alunos trabalhem na cooperativa.

Deixe um comentário