Presentes e passeios infantis deixam Dia das Crianças mais caro

presente-natalPresentear no dia das crianças, neste ano, sairá mais caro. Preços e produtos voltados ao público infantil subiram, em média, 9,13% entre outubro de 2012 e setembro de 2013, segundo estudo feito pelo Instituto Brasileiro de Economia (FGV/IBRE). O número fica acima da inflação apurada no mesmo período pelo Índice de Preços ao Consumidor (IPC) da FGV/IBRE, que foi de 5,29%.

O estudo aponta que os maiores aumentos são verificados nos programas que envolvem passeios. Shows musicais tiveram aumento de 13,94%, lanchonetes 13,16% e restaurantes 10,29%. Pelo lado dos brinquedos, os aumentos foram menores: bicicletas 6,44%, bonecas 4,85% e jogos para recreação 4,46%. Já para quem quer presentear com roupas e sapatos, terá que pagar 4,78% e 7,92%, respectivamente, a mais.

Segundo o professor de economia da IBE-FGV, Paulo Grandi, os aumentos se justificam, principalmente, pelos reajustes salariais que as empresas enfrentaram nos últimos meses com dissídios. “Isso é repassado ao consumidor. É um ajustamento natural do mercado. Quanto maior a força de mão de obra para a fabricação de um produto, maior a necessidade desse ajustamento”, explica.

Em contrapartida, os produtos eletrônicos tiveram redução nos preços. Aparelhos de som, televisores e vídeo games ficaram 4,56%, 3,76% e 2,27% mais baratos. “Isso tem a ver com os programas de incentivos à produção que o governo tem criado para esses segmentos”, avalia Grandi.

Segundo o economista, independentemente do aumento ou redução dos preços, o que indicará se a escolha será boa ou ruim é a negociação. “Primeiro, com os filhos. A partir do momento que o presente for escolhido, então se inicia o sempre orientado processo de pesquisa. É de suma importância adquirir algo que caiba no orçamento e, se possível, comprar à vista. Assim, você consegue mais descontos e condições melhores de negociação”, orienta.

Deixe um comentário