ContraPonto: Falta verdade

Os textos de diferentes autores publicados nesta seção não traduzem, necessariamente, a opinião do site. Sua publicação obedece ao propósito de estimular o debate e de refletir as diversas tendências do pensamento contemporâneo.

“Eu estou irritado, cansado e farto de ouvir coisas vindas de arrumadinhos, estressados, daqueles de visão curta, dos míopes, mentes estreitas, intolerantes e hipócritas. Tudo que quero é a verdade; deem-me apenas um pouco da verdade. Estou farto de ler coisas vindas de neuróticos, psicóticos, políticos tapados e inflexíveis. Tudo que quero é a verdade; deem-me apenas um pouco da verdade. Nenhum filho da corrupção, cria de novelas, covardinho que amarela, cabelinho-curto, de barriga cheia vai me amaciar, me amamentar com um simples pacote de esperança e de otimismo, de dinheiro pra drogas, de dinheiro pra eu me enforcar. Eu estou enojado e irritado de ver coisas vindas de chauvinistazinhos da mamãe – filhinhos de papai e netinhos de vovô-desdenhosos e secretistas. Tudo que quero é a verdade; deem-me um pouco da verdade. Agora! Estou farto de assistir cenas de prima-donas egocêntricas, esquizofrênicas, paranoicas, metidas a besta. Tudo que quero é a verdade. Agora!”(Letra, em tradução livre, da canção de protesto de John Lennon “Gimme some truth” em seu álbum Imagine, 1971).

RESPEITEM NOSSA INTELIGÊNCIA

A parafrasear o saudoso líder Beattle,  estamos fartos de mentiras oficializadas pelos noticiários das tvs e rádios, revistas semanais e jornalões que nos fazem acreditar no que lhes convém à serviço daqueles que os têm no bolso. Tudo que queremos é a verdade. Deem-nos um pouco da verdade.

Estamos fartos e de saco cheio de vermos conchavos conspiratórios, traições, corrupção e negociatas de políticos escrotos, vis, torpes, com cifrão na testa e a gozar de nossa cara; a dar de ombros para o povo e se dizendo a serviço dele. Tudo que queremos é o respeito. Deem-nos um pouco do respeito.

Estamos fartos da hipocrisia mal disfarçada das classes dominantes e dos dirigentes egoístas e mesquinhos – e de seus sequazes, parceiros e capangas. Tudo que queremos é a verdade. Deem-nos um pouco da verdade.

Estamos ficando doentes de pensar que a Justiça é partidária, tendenciosa, só pega pobre, “preto”, prostituta e petista,  a deixar de lado os históricos usurpadores, depredadores e vendedores das riquezas do País. Tudo que queremos é a Justiça. Deem-nos um pouco da justiça.

Estamos irritados de ver Neymarzinhos, Safadões, cantorezinhos pop-nejos, pop-nojos, figuras narcisistas da mídia como ídolos da Nação; “ídolos” criados com fins de marketing, manipulação e entretenimento barato e nefasto. Tudo que queremos é a verdade. Deem-nos um pouco da verdade.

Estamos irados somente de pensar que a  Lava Jato fica a repescar corruptos já condenados, a requentar notícias já cansadas e não avançar sobre intocáveis políticos de clãs e oligarquias políticas que mamam nas tetas do nosso orçamento desde a época do Império, desde muitíssimo tempo. Tudo que queremos é a Justiça. Deem-nos um pouco da Justiça.

Estamos fartos de ver enfermeiras, policiais e professores sendo pisoteados, massacrados e humilhados. Tudo que queremos é a consideração. Deem-nos um pouco da consideração.

Estamos cansados de ver jovens bem-nascidos desrespeitosos, estúpidos, prepotentes e arrogantes a pensar que tudo podem. Tudo o que queremos é a educação. Deem-nos um pouco da educação.

Estamos fartos de ver tontos-ignorantes pousarem-se de sábios, de bem-sucedidos a profetizar o melhor para o Brasil e para o planeta, de canalhas a discriminar e a prontamente condenar os diferentes e as diferenças. Tudo que queremos é a humildade. Deem-nos um pouco da humildade.

Estamos irritados e enojados de ver gostosonas e gostosões tirando uma de reis e rainhas do Universo, a exporem seu narcisismo  e a venderem seus corpos e almas; estamos cansados em ver “personalidades” da música, da “arte” e do esporte com seus corpos fantasiados de tinta, gibis de horror a influenciar nefastamente crianças e jovens adolescentes. Tudo que queremos é a decência. Deem-nos um pouco da decência.

Estamos revoltados de ver batinas celetistas feitos padres-do-balão, motoqueiros-do-bem, cantores mensageiros de Deus faturando em shows pra seus próprios bolsos e diversão. Tudo que queremos é a devoção. Deem-nos um pouco da devoção.

Estamos enojados de ver pastores  usando seu poder de persuasão pra enriquecer, tomar os dízimos dos desesperados falidos e desejosos de riqueza fácil; estamos irados de ver donos de igrejas – empresários do diabo – metidos até o pescoço na política, na mídia e em negociatas. Tudo em nome de Jesus. Tudo que queremos é o escrúpulo. Deem-nos um pouco do escrúpulo.

Estamos fartos de coisas às escondidas, sem clareza, sem honestidade. Tudo que queremos é a verdade. Deem-nos um pouco da verdade. Agora!

 

***

Frase de hoje: “O homem é corrupto e mau”. (Fragmento do Livro do Genesis, Bíblia de Jerusalém)

 

Deixe um comentário