Dólar x Real: os dois lados das moedas

Os textos de diferentes autores publicados nesta seção não traduzem, necessariamente, a opinião do site. Sua publicação obedece ao propósito de estimular o debate e de refletir as diversas tendências do pensamento contemporâneo.

dolarxrealMalefícios:

O dólar é um indexador importante da economia. Afeta muito os valores de bens da indústria e comércio porque quando se eleva, encarece o preço de matérias primas como componentes industriais, vestuário, produtos de base de insumos e muitos outros. Como há muita concorrência, o empresário tem dificuldades de repassar a totalidade do aumento, absorvendo portanto, custos que não estavam na formação do preço dos produtos. O resultado é a perda de lucros, o que impacta investimentos de forma generalizada.

A pressão inflacionária é outro malefício do dólar alto. Sem dúvida, tanto a dívida pública quando a dívida das organizações, tem uma grande participação nessa conta, pois são grande parte indexadas ao dólar. Em resumo, dizemos que a exposição cambial faz com que as dívidas fiquem mais caras e as dificuldades aumentam.

Outro reflexo negativo do aumento do dólar é a diminuição de lucros das multinacionais. Essas empresas remetem ao exterior (matriz) os resultados obtidos durante o ano, convertidos em dólares, mas quando o real se desvaloriza, na verdade, o lucro em dólar diminui e a remessa para o exterior fica menor. Desta forma, o resultado positivo em reais diminui e a matriz recebe menos dólares, gerando menor investimento na filial que está no Brasil.

 

Benefícios:

Quando o real desvaloriza, ou seja, quando o dólar sobe, a vida do exportador é facilitada economicamente. Isso porque o produto brasileiro torna-se mais competitivo, propiciando ao exportador o aumento das vendas ao exterior. Nos últimos anos, vimos que a exportação diminuiu consideravelmente, por isso, o próprio governo entende que a desvalorização é bem-vinda.

O aumento do consumo interno é uma característica quando o dólar se valoriza. Isso porque a concorrência externa terá um preço mais caro, diminuindo a competitividade e aumentando a venda de produtos nacionais, gerando portanto, mais condição de aquecimento do mercado interno.

O dólar elevado traz mais investimento para o Brasil, isso acontece pela relação direta com a aquisições de empresas nacionais por empresas estrangeiras, na prática, a indústria nacional vira uma pechincha favorecendo muitos negócios, com aumento significativo do investimento no território nacional.

 

Mucio Zacharias é professor de Economia da IBE-FGV e sócio da Economies Consultoria Econômica.

 

 

Deixe um comentário