Ebulição

Os textos de diferentes autores publicados nesta seção não traduzem, necessariamente, a opinião do site. Sua publicação obedece ao propósito de estimular o debate e de refletir as diversas tendências do pensamento contemporâneo.

Carregando três vezes sua capacidade instalada, o CDP – Centro de Detenção Provisória, orgulho do ex-prefeito tucano, vem dividindo em igual proporção a dignidade e segurança de detentos e familiares, dos funcionários e agentes de segurança do local, além é claro, de estar gerando apreensão aos munícipes da terrinha. Assim, aprendemos pela física que elementos submetidos à pressão excessiva e descontroladas, podem promover desordens moleculares que levem a ruptura de todo um sistema ou circuito. Logo, esse quadro atual não será resolvido nem com a entrega do novo “orgulho 2” iniciado pelo ‘ex’, e, diga-se de passagem, construído em pontos de afloramentos hídricos (nascentes). Portanto, espero que no dia da inauguração do CDP – 2 o ‘ex’ e o atual prefeito, tenham a coragem de inscrever na placa: Administração 2008/2016, fazendo jus a ‘tão importante feito para a nossa cidade’, cujo objeto maior foi o de atender e de joelhos, trocas de favores junto ao governo do estado: – Trazer uma cadeia e levar um hospital. Entretanto, agora, vamos ter que engolir tão somente dois cadeiões, pois a grande visão política dos homens do executivo local, só conseguiu provar depois de muitos milhões de reais investidos pelos impostos aqui recolhidos, que a prefeitura não seria capaz de gerir o complexo hospitalar regional. É ou não é para explodir de raiva?

Deixe um comentário