FALA SÉRIO!

Os textos de diferentes autores publicados nesta seção não traduzem, necessariamente, a opinião do site. Sua publicação obedece ao propósito de estimular o debate e de refletir as diversas tendências do pensamento contemporâneo.

VIVER EM SÃO PAULO

Soraya Fessel é jornalista, nascida e criada em Piracicaba e ex-aluna da UNIMEP onde concluiu o curso de jornalismo. Como a maioria das garotas que seguem a carreira, sonhou um dia em trabalhar em tevê.  Sua primeira oportunidade profissional foi em Piracicaba, na Beira Rio. Mas seus planos eram mais ambiciosos, por isso partiu para São Paulo, o grande mercado da comunicação nacional. E inspirando-se na canção: “eu sou apenas um rapaz, latino-americano, sem dinheiro no bolso, sem parentes importantes e vindo do interior…” foi em busca de seu sonho.

Fala Sério – Soraya, quando você chegou a São Paulo a cidade te assustou?

Soraia Fessel Com certeza. Tudo é muito mais rápido, a quantidade de carros, as pessoas, a postura profissional. Tudo acontece em um ritmo muito mais acelerado quando comparado ao parâmetro de quem vive no  interior.

Fala Sério! – Você chegou aqui para trabalhar onde?

Soraia Fessel Comecei a fazer vídeos institucionais para uma produtora e depois fui trabalhar para a rede Sesc/Senac. Fiz cerimonial para muitos eventos de grandes empresas. Trabalhei com internet e posteriormente fui para a TV Cultura para produzir e apresentar programas da área de educação.

Fala Sério! – E hoje como você vê Piracicaba, na área da comunicação?

Soraya Fessel Eu acho que Piracicaba tem grande potencial para se expandir nessa área, mas ainda falta muita coisa. O potencial da cidade poderia ser melhor aproveitado. Na tevê, os programas independentes ganharam muita força, foram criadas mais oportunidades para todos. Antes existia apena a TV Beira Rio, o que limitava muito o mercado de trabalho. Hoje temos outras opções.

 Fala Sério!  – Como você vê a politica em Piracicaba?

Soraya Fessel Piracicaba deveria ser melhor cuidada. Nem todos os esforços são feitos pela cidade. Ela poderia ter uma estrutura turística maior. A natureza contribui muito para isso. O rio é lindo. A cidade tem vários eventos, o Salão de Humor, bons restaurantes e bares, mas falta estrutura para quem vai visitá-la. Mas isto pode mudar porque grandes empresas se instalaram na cidade, o que movimentou a economia e o mercado de trabalho. O poder público pode pegar carona nesta onda e incentivar outros segmentos, como o turismo.

Fala Sério! – Você vota em Piracicaba?  Para quem você vai votar na próxima eleição para prefeito?

Soraya Fessel São vários os candidatos e tenho por hábito analisar as propostas de cada um, além de comparar o que cada candidato já fez pela cidade. Só após isso decido em quem votar.

Fala sério! – O que você acha que mais falta em Piracicaba? O que os governantes poderiam se preocupar mais?

Soraya Fessel A área rural de Piracicaba precisa de maior atenção por parte da prefeitura. Assim como a periferia.

Fala Sério! – Quem você gostaria que disputasse a eleição em Piracicaba?

Soraya Fessel Gosto do Barjas Negri e da vereadora Marcia Pacheco.

Fala Sério! – O que você mais sente falta de Piracicaba?

Soraya Fessel O que mais sinto falta é de uma ação cultural. Acho que falta opção para as pessoas, uma atividade mais intensa nesse segmento.

Fala Sério! Quer dizer mais alguma coisa?

Soraya Fessel Vir para uma grande cidade é um sonho. Em Piracicaba, há a vantagem de ter mais calor humano. Em São Paulo, isso já se perdeu. Não da para esquecer nem da porrrrta nem da porrrtera.

 Criscrismália, você que nasceu e viveu em São Paulo sonha em morar no interior e ter na vida simplesmente, um lugar de mato verde, pra plantar e pra colher. Ter uma casinha branca de varanda, um quintal e uma janela, para ver o sol nascer, como imaginou Peninha?

Sonho com as montanhas, o ar puro, uma vida tranquila. Mas após tantas décadas de poluição, violência, corre-corre e trânsito não sei se o meu ser atormentado com tanta loucura da cidade grande se acostumaria à simplicidade apregoada por Peninha. As facilidades de uma megalópole também viciam.

Entrevista exclusiva

Na próxima quarta-feira entrevista exclusiva com o Secretário do Estado do Emprego e Relações do Trabalho, José luís Ribeiro. Ele fala sobre politica. Será que vai ser candidato a prefeito de Piracicaba? O que ele pensa dos concorrentes? Até a próxima quarta-feira!

 

1 comentário

  1. Arlete Peixinho em 22/07/2015 às 23:11

    Também sou Piracicabana e vivo há mais de 20 anos em São Paulo e concordo com a jornalista Soraia Fessel
    É necessário maior investimento para turismo na cidade que tem belezas naturais e uma bela fotografia !

Deixe um comentário