Nove meses

Os textos de diferentes autores publicados nesta seção não traduzem, necessariamente, a opinião do site. Sua publicação obedece ao propósito de estimular o debate e de refletir as diversas tendências do pensamento contemporâneo.

Contagem regressiva 09 meses copy

Amanhece mais um dia d’um mês

Dentre tantos que o luto inda venera

Dentre às frágeis paredes de tapera

Se desfaz um leito que não se fez.

 

Já de tarde a antiga dor se refez

Me vi envolvido na falsa quimera

Tal vestida em tocaia de pantera

Guardando teu coração regra-três.

 

 

Sinto um profundo pesar desta brida

Por ti escancarada uma ferida;

Nove vidas malvindas em tua mão.

 

 

Nove meses, novis fora… – Perdida,

A lágrima de choro – ou despedida –

Virou mágoa, saudade e solidão.

Deixe um comentário