Uma Páscoa luminosa

Os textos de diferentes autores publicados nesta seção não traduzem, necessariamente, a opinião do site. Sua publicação obedece ao propósito de estimular o debate e de refletir as diversas tendências do pensamento contemporâneo.

unnamed (1)Vivendo ainda o tempo pascal, cremos ser possível resgatar alguns valores edificantes e necessários. “Hoje, o nosso mundo é triste e doente. O nosso mundo entrou no terror e no medo. O nosso mundo revestiu-se de tibieza”, escreveu um sacerdote, diretor espiritual de uma mística da França.

Se entendermos o verdadeiro sentido da Páscoa, em analogia à sublime e possível ressurreição individual, conheceremos a beleza desta festa cristã. Páscoa é passagem para uma vida nova, a força da graça em toda a sua grandeza, revelando-nos a face mais luminosa deste mistério.

Nestes tempos de tribulações, enfrentando as vicissitudes da vida, e onde somos também espectadores das tragédias e catástrofes perto ou longe de nós, buscamos um sentido para a existência humana. Vivendo em meio a um relativismo onde cada um faz sua própria verdade, ansiamos por um conceito comum, gerador do bem e da paz.

A festa pascal nos põe em confronto conosco, a partir de uma decisão que diz respeito ao nosso projeto de vida, às nossas escolhas e convicções. Pode-se abrir o coração, renascer para uma nova realidade, quando se tem a coragem de dar um passo decisivo e determinante. A linda mensagem da ressurreição atinge-nos a todos, na caminhada pessoal.

Vivemos num tempo de violência e nosso cotidiano transformou-se numa batalha onde cada um busca defender-se como pode. Camuflados pelo medo, caímos num triste processo de despersonalização, empobrecendo nossas vidas e nossos atos nada criativos.

Hoje, até mesmo por causa do “politicamente correto”, busca-se o conhecimento da sã verdade, aquela que faz de cada ser humano uma pessoa de bem, com vontade para criar um mundo mais humano e mais justo, por meio de atitudes e comportamentos responsáveis. É preciso coragem. Coragem de deixar a escuridão do medo e da indecisão, para ir ao encontro da luminosa iniciativa: reconhecer onde há erro e denunciá-lo, para que brilhe a luz da verdade.

Em nosso moderno mundo, somos sutilmente envolvidos pelo universo da fantasia e pelo que nos é oferecido de forma falsificada e virtual. Somos capazes até mesmo de negar uma fé antiga, sólida e tradicional, por uma promessa nova, quando nos deixamos seduzir por algo de aparência mais concreta e vantajosa.

É nessa sociedade massificada que o sentido pascal vem triunfar. É no seio de uma comunidade tíbia, de condutas incoerentes e equivocadas, que a mensagem cristã surge com a proposta de uma nova consciência. A consciência da caridade, dos valores que pregam a fraternidade e a justiça, exatamente num mundo marcado pela ganância e pela corrupção, por leis injustas, discriminadoras e desumanas.

Uma Páscoa luminosa vem abraçar a todos, neste tempo especial. Que ele seja belo e abundantemente proveitoso. Que cada um seja livre na sua ressurreição pessoal.

O sol rompe as trevas; a luz irradia fé aos corações. Não poderá ser vã a nossa fé, quando cremos na solicitude do amor de Deus para conosco. Rompendo com o egoísmo e a intolerância, caminhamos para a verdadeira Páscoa do amor e da paz.

Deixe um comentário