Comentários do texto “Quer conhecer um homem? Dê-lhe o chicote.”

Esta seção está disponível à população para a discussão dos interesses da comunidade, incluindo sugestões, reclamações, etc. Basta enviar-nos um e-mail através desta página. A redação reserva-se o direito, no entanto, de avaliar a autenticidade dos conteúdos e a pertinência da publicação. Informamos, ainda, que os textos aqui publicados não traduzem, necessariamente, a opinião do site.

poderTexto: “Quer conhecer um homem? Dê-lhe o chicote.”

Seção: Bom Dia

Autoria: Cecílio Elias Netto

Comentários:

Antonio Carlos
Enviado em 05/09/2013 às 13:56

Já li o texto uma dez vezes. É de arrepiar. Mandei pra todo mundo. Uma alegria esperançosa brota em mim. O bem está vivo e vai vencer. Será que o ‘coronel propritário’ da Câmara vai processar você? O duro é saber que ele foi eleito pela maioria; imagina o tipo de gente.

Marilena
Enviado em 05/09/2013 as 18:59

Parabens pelo texto! Concordo com cada palavra escrita nele ! E nos tempos atuais,ato de coragem, tb!

Marilena

Wilhe Gerdes
Enviado em 09/09/2013 as 10:41

Bom dia, MEU GRANDE E ESTIMADO AMIGO.
Reporto-me coberto de alegria por vê-lo de volta ao lugar que precisamos.
Você melhor que ninguém para entender o sofrimento exercido sobre a LIVRE IMPRENSA e,
sobre homens de palavra forte, que ainda hoje, tentam aos limites da mordaça.
Daí, peço-lhe licença para criar frase apoiado no seu DICIONÁRIO CAIPIRACICABANO:
– …’nóis inverga, mai num quebra!’
CHICOTE neles!

Wilhe Gerdes

 

Prudente de Moraes
05/09/2013 às 21:23

cada letra no seu devido lugar. Parabéns Cecílio.

processo dessa câmara vergonhosa, devia ser julGADO na E.T.E.

 

Wanderley Camolesi
04/09/2013 às 22:13

Grande Cecílio, sou seu fã há muitos anos! Parabéns!

 

Bruno
04/09/2013 às 20:27

Esperei por esse dia…. Cecílio calado durante os anos Barjas Negri (e seus inúmeros desmandos) me fazia pensar sobre os mecanismos de repressão ainda existentes.

Sua voz já era muito aguardada, e retorna em um momento em que Piracicaba parece ‘domada’. Uma fagulha de esperança aos inquietos. Belo retorno, Cecílio, ao seu lugar de honra!

 

Silvestre Dilio
04/09/2013 às 19:12

Isso tudo, na minha modesta opinião, se chama desespero. AS proximas eleições vão todos perderem seus cargos, e isso os preocupa. Ser diferente nõa é normal. Taí o problema!

 

Eloah Margoni
04/09/2013 às 16:50

Este é nosso corajoso Cecílio Elias Neto, personalidade sem par nesta cidade!

Grande abraço!!

 

edu giannetti
04/09/2013 às 13:31

Meu caro Cecilio, qta clareza e verdades nesse seu texto!!

Estou de volta a cidade e gostaria de encontra-lo para colocar a conversa em dia!

Como posso encontra-lo? Vc ainda mora no sta rita?

Abraços, eduardo.

 

Debora F. Rossini
04/09/2013 às 12:02

“E aqui estou, ainda, descobrindo que não tenho o direito de me calar, que não tenho estômago de avestruz.”

Que todos nós possamos redescobrir – dia após dia – que não temos o direito de nos calarmos.

 

helio almeida rocha
04/09/2013 às 0:42

Eu, modestamente, ainda completaria esse texto conciso, verdadeiro, autêntico com uma frase do Grande

Mahatma Gandhi:

“”QUANDO ALGUÉM COMPREENDE QUE OBEDECER A LEIS INJUSTAS É CONTRÁRIO À SUA DIGNIDADE DE HOMEM, NENHUMA TIRANIA PODE DOMINÁ-LO”

Fonte: ”A DIGNIDADE” – do compêndio “Diálogos de Fé” – 1a.Edição -2013 – pág. 19 – Editora Benvirá -selo da Editora Saraiva. Copyright Editorial Santa Maria – Tradução de Sandra Martha Dolinski.

 

WALKYRIA FABRIS
04/09/2013 às 0:00

PARABÉNS CECILIO, TENHO ORGULHO DE CONHECER HOMENS COMO VOCE, COM SUA CAPACIDADE ,

COM A CORAGEM QUE NÃO TE DEIXA, COM SUA VISÃO. ESSE SR. ESTA SE ACHANDO UM CASTRO PIRACICABANO. ABRAÇOS DE SUA AMIGA E ADMIRADORA ,WALKYRIA FABRIS

 

Antonio Carlos
03/09/2013 às 23:04

Finalmente você voltou. Já estava quase desistindo. Depois que você se calou as coisas só pioraram.Hoje estamos debaixo de homens pequenos, seres que envergonham a raça humana, pessoas que nem com a velhice amadureceram; continuam empedernidos e com o coração carregado de ódio. É o pagamento dos que se negaram a si mesmos. Certamente morrerão na mais amarga solidão. Que texto! Isso sim é jornalista de puro sangue e valor sem preço. Bom retorno paladino de justiça. Coitada da bandidada.

 

Robinson
03/09/2013 às 20:25

Perfeito Cecílio. Você está absolutamente correto em relação ao que está acontecendo em nossa Câmara. E para tentar coagir quem quer que demonstre sua indignação, utilizam-se de ameaças e tentativas de processos. É lamentável.

Deixe um comentário