Sétima edição do Festival Curau

Processed with VSCO with a6 preset

Foto: Francisco el Hombre Credito: Jeff

O intercâmbio das manifestações culturais tradicionais e contemporâneas se materializa mais uma vez no Festival Curau (Culturas Regionais e Artes Urbanas), que chega a sua sétima edição neste ano em Piracicaba  dias 21, 22 e 23 de setembro. Unindo música, espaços de formação, oficinas, teatro, dança e atividades para crianças, o evento independente concentra mais de 35 atrações no Sesc Piracicaba, Largo dos Pescadores, Casa do Povoador e Casa do Hip Hop. A programação é inteiramente gratuita.

Francisco El Hombre, Kamau, Doralyce, Bia Ferreira, Ilú Oba de Min, Baque Caipira, Sergio Pererê, DJ Paina, JuPat e Luana Hansen são algumas das atrações do 7º Festival Curau, que foi contemplado pelo edital do ProAc (Programa de Ação Cultural).

Mari Pedrozo, uma das organizadoras do evento, conta que a programação do Curau foi construída para atender as demandas dos movimentos de diversas linguagens e vertentes de Piracicaba, desde à cultura tradicional, até a urbana.

“Ao longo dos sete anos de festival conseguimos reunir colaboradores que entendem a nossa proposta de ser um evento independente e de resistência. Assim, quase como uma curadoria colaborativa, cerca de 80% das atrações foram escolhidas através de diálogos com os movimentos e isso fica evidente na programação, que atende o hip hop, as mulheres, o movimento negro e, principalmente, a cultura tradicional”, frisou Mari.

Atrações

A sonoridade latino-americana da banda Francisco El Hombre será a responsável pela abertura do festival. Na sexta-feira (21), às 20h, o quinteto sobe ao palco da Comedoria do Sesc e interpreta suas músicas de letras em espanhol com sotaque brasileiro, e composições em português com sotaque latino com a instrumentação que une o coco, cumbia, maracatu, salsa, samba e ciranda. Francisco apresenta pela primeira vez em Piracicaba seu primeiro álbum “soltasbruxas”, lançado em 2016, dois anos depois da estreia do EP “La Pachanga!”.

No segundo dia de festival, sábado (22), a programação do CURAU se divide entre o Sesc, Casa do Povoador e Largo dos Pescadores, sendo os dois últimos espaços localizados na Rua do Porto, um dos principais pontos turísticos da cidade, que abrange parte da extensão do rio Piracicaba. Neste dia, as atividades iniciam às 9h e seguem durante o dia com minicursos, oficinas, teatro e rodas de conversa. A partir das 17h, as apresentações musicais ficam por conta do Samba de Lenço de Piracicaba, das colombianas Orito Cantora e Jenn del Tambó, do grupo de maracatu Baque Caipira, do rapper Kamau e da cantora olindense Doralyce, que faz show com a participação de Bia Ferreira.

Já no domingo (23), a Casa do Hip Hop, localizada no bairro Paulicéia, sedia o Encontro de Danças Brasileiras, a partir das 10h, enquanto o entorno da Casa do Povoador terá uma tarde de contação de histórias para as crianças.

No Largo acontecem os encontros de Troca de Sementes e Mudas, de Beleza Preta e o Sarau Um Salve das Minas, com a participação da rapper piracicabana JuPat. Sobem ao palco no último dia de festival a MC Luana Hansen, o Projeto Guri, o Coletivo Anônimo de Dança, o músico e multiinstrumentista mineiro Sergio Pererê, o Batuque de Umbigada e o bloco afro de São Paulo, Ilú Oba de Min.

O show do rapper Kamau e a tarde de contação de histórias na Casa do Povoador terão tradução simultânea em libras com os intérpretes Glaucio Camargo, Sirlei de Morais e Érica Fernandes.

O festival

Realizado desde 2012, o Festival Curau foi criado pelo Coletivo Piracema e Associação Pró Cultura com o objetivo de divulgar a cultura popular para população como um todo, promovendo a valorização e manutenção da mesma pelos próprios cidadãos.

A programação sempre foi pensada com o propósito de fomentar a interdisciplinaridade da cultura tradicional e a contemporânea, promovendo a realização de dezenas de apresentações artísticas de várias linguagens, abrangendo o teatro, a música, a dança, a literatura, o artesanato e as artes visuais de maneira gratuita em espaços públicos e em instituições culturais da cidade de Piracicaba.

O 7º CURAU é uma realização da Associação Pró Cultura e Coletivo Piracema, com apoio do Sesc Piracicaba, SemacTur (Secretaria da Ação Cultural e Turismo de Piracicaba) e Casa do Hip Hop de Piracicaba.

Informações sobre o evento

Datas e horários

21/09/2018–23/09/2018  Detalhes da programação 

Local

Sesc Piracicaba

Rua Ipiranga, 155

CEP 13400-480

Piracicaba, SP

  • (19) 3437-9292
  • Site

Ingressos

  • Grátis

Programação

Clique nos itens abaixo para expandir

Horário

14:00 — 20:00

Atrações

X Fórum das Tradições Populares de Piracicaba

14h às 17h - Percurso Formativo

Percurso com oficinas sobre as tradições piracicabanas - Samba de Lenço, Batuque de Umbigada, Cururu e Congada.

18h - 20h - Roda de Conversa “Espaços de Formação para Cultura Popular”

Com: Ediana Arruda, Natália Puke, Antônio Filogênio Junior, Bira Pper, Vaguinho, Gustavo e Gabriel.

 

Show de Abertura

20h - Francisco El Hombre

 

Horário

14:00 — 21:40

Atrações

Sesc Piracicaba

14h - 18h - Clube do Rap

Diálogos, oficinas e apresentações sobre o Rap Piracicabano. Ao fim, pocket show do rapper Ras.

Casa do Povoador

14h - 15h - Capoeira Infantil com Priscila Ferreira

15h15 - 16h15 - Brincadeiras e cantigas africanas com Priscila Ferreira

16h30 - 18h - Espetáculo Infantil com Cacarecos (com tradução em libras)

 

Largo dos Pescadores

9h - Café da Manhã compartilhado - tragam seus quitutes!

10h - 15h - Minicurso Bordado em Fotografia com Julia Momesso

10h - 15h - Minicurso Ritmos Colombianos - Jenn e Orito (Colômbia)

15h - 19h - Oficina permanente reciclagem - Cooperativa de Reciclagem

13h - Roda de Conversa - Economia Solidária

14h - Oficina Capoeira Angola - Escola de Capoeira Raiz de Angola

15h - Cortejo de Berimbaus até o Casarão do Turismo

15h30 - Espetáculo Cortejo “Carnaval em São Paulo” - Cia Baque Bolado (volta ao largo)

16h30 - 17h - Roda de Capoeira Angola

17h - 17h30 - Samba de Lenço de Piracicaba “Mestre Antônio Carlos Ferraz”

17h45 - 18h30 - Jenn e Orito (Colombia)

18h40 - Baque Caipira

19h40 - Kamau (com tradução em libras)

20h40 - DJ Paina part. Samba Rock de Ponta

21h40 - Doralyce part. Bia Ferreira

 

Horário

10:00 — 20:00

Atrações

Casa do Hip Hop

10h - 15h - Encontro de Danças Brasileiras

Encontro de danças com diversas oficinas em dois espaços: Danças Brasileiras e Danças de Rua.

Casa do Povoador

13h - 15h30 - Roda de Prosa Musicada - Samba de Bumbo ao Samba de Quadra com Baque Bolado, Maria Helena Embaixatriz, Waldir Dicá e João Mário.

14h - 15h - Oficina de Confecção de Brinquedos com Ana Sartori

15h - 18h - Tarde de Narração de Histórias (com tradução em libras)

Lilian Trivelin, Sérgio Pererê (MG), Evair Souza e Fabiana Camargo + instalação “Pé de Fios” - Colar de Lina

Largo dos Pescadores

10h - 14h - 4º Encontro de Trocas de Sementes e Mudas - Semear Conhecimentos

10h - 16h - Encontro Beleza Preta - roda de conversa, oficinas e desfiles.

15h - 19h - Oficina permanente - Cooperativa de Reciclagem

15h - 16h30 - Sarau Um Salve das Minas

17h - Luana Hansen

17h45 - Sons da Minha Terra (Projeto Guri)

18h - Coletivo Anônimo de Dança

19h - Sergio Pererê

20h - Batuque de Umbigada

21h - Ilú Obá de Min

Aviso: as informações do evento são de responsabilidade do organizador e podem sofrer alterações sem aviso prévio. Confirme antes de sair de casa.

Deixe uma resposta