Crônica – quase sempre

E “estamos em jogo”

Há décadas, vivo diante de uma dúvida que se me torna existencial: a inteligência humana. São lendas demais tentando explicar…

Leia mais

Ela, eles, nós

Entristeceu-se o Brasil daqueles que a conheceram. Uma tristeza estranha, algo misturado a agradecimento e a veneração. Ela foi amada…

Leia mais

Pensar faz mal à saúde

Quando, agora, vejo e ouço falar de manifestações públicas, de rebeliões de massa, de campanhas pelo retorno da e à…

Leia mais

A arte de viver

Indagou-me, um generoso grupo de jovens, sobre a caminhada de um homem em direção à velhice. Se há perspectivas, alegrias,…

Leia mais

“Proibido jogar lixo”

Os que me conhecem sabem de minha incapacidade de organização. Consigo dizer que quase absoluta.  E de nada me adiantou…

Leia mais

Bença

Parece-me ouvir sussurros: “coisa de saudosista”.  Não o sou. No entanto, vejo-me, cada vez mais, construído pela saudade. Saudosistas e…

Leia mais

O falso horror do branco

Acredito, hoje – sem hesitações – que uma das bênçãos e maravilhas da vida está no descobrir. São surpresas sem…

Leia mais

“Não posso fazer nada.”

Nem sequer imagino  como, nos próximos séculos, serão qualificadas estas cinco ou seis últimas dezenas de mundo. Conseguimos falar em…

Leia mais