Semáforo e Modernidade

Na década de 1950, as cidades tinham como que símbolos de desenvolvimento e de modernidade: semáforos, fontes luminosas, estádios municipais. A inauguração de qualquer deles era uma festa, reunindo a nata da sociedade. Na foto, de 19 de agosto de 1951 (arquivo particular do jornalista S.Ferraz), a inauguração de um semáforo, fruto de campanha dos clubes de serviço e do “Diário de Piracicaba”. Entre outros, o empresário Michel Cury, o jornalista S.Ferraz, Lodovico Trevizan.

Deixe um comentário