Arco, Tarco, Verva: Dicionário do Dialeto Caipiracicabano

Arre!

Piracicabano é, antes de mais nada, nego culto, com curtura pra mai de metro. O grande caipira Amadeu Amaral conta que, no Auto da Barca do Purgatório – do glorioso português Gil Vicente – já existia a expressão “arre!”. Em Piracicaba, arre! É o mesmo que num encha o saco, um clássico da linguagem inculta e bela. Marido, quando muié lhe enche o saco, berra: “Arre, muié! Pruquê ocê num vai peidá n’água inveis de me inche o sapicuá?”

Deixe um comentário