Arco, Tarco, Verva: Dicionário do Dialeto Caipiracicabano

Bimbá

Os dicionários registram bimbada como expressão chula de conjunção carnal. Na região de Piracicaba, é isso e mais alguma coisa, como uma forma usual de expressar o maravilhoso romance de um homem e de uma muié. Em confessionário, negadinha católica costuma ouvir padre perguntar: “Quantas veis ocê bimbô?” E diz o amante à sua amada, com refinamento: “Ai, eu tô loco prá bimbá ocê.” E pai, sempre com a pulga atrás da orelha, costuma observar para a muié, em relação à filha: “Óia, essa minina, pra mim, anda bimbando co namorado dela.” Pai sempre acerta.

 

Deixe um comentário