Arco, Tarco, Verva: Dicionário do Dialeto Caipiracicabano

Morte matada

Quando a pessoa é vítima de assassínio, diz-se que morreu de morte matada. O célebre pintor Almeida Júnior foi assassinado à porta do antigo Hotel Central, em Piracicaba. Diz-se, até hoje: “Armeida Júnio morreu de morte matada, cuns tiro no peito.”

Deixe um comentário