Arco, Tarco, Verva: Dicionário do Dialeto Caipiracicabano

Peidá n’água

Quando a pessoa está importunando, fala-se, para livrar-se dela: “Vá, vá, vá…Por que ocê num vai peidá n’água?” Conservadores, quando veem passeata ou greve, dizem judiciosamente: “Esse nego num tem o que fazê…Por que, em veiz de ficá encheno, num vão peidá n’água?” E, sendo conservadores radicais, dão ainda mais ênfase à expressão: “Eles devia i peidá n’água pra fazê bôia…” Ou fazê bolinha. Em tempo: bôia é bolha.

Deixe um comentário