Após defender pênaltis na final da Copa Paulista, Mateus Pasinato recebe prêmio

foto Vitor PratesAs imagens de Mateus Pasinato defendendo as cobranças de pênalti que ajudaram o XV de Piracicaba a comemorar o inédito título da Copa Paulista ainda estão frescas na memória do torcedor. Aos 24 anos, o quarto defendendo as cores do Nhô Quim, o arqueiro saiu para as férias com o sentimento de dever cumprido. De volta aos trabalhos nesta semana, junto com o restante do elenco, o goleiro recebeu na noite desta sexta-feira, 16, no Auditório da Prefeitura, o prêmio de “Craque do Ano” na 21ª edição dos “Melhores da Imprensa e do Esporte de Piracicaba”, oferecido pela AVF (Associação Varzeana de Futebol).

“Me sinto realizado, por tudo aquilo que eu e meus companheiros passamos. Criamos uma identidade desde o início campeonato e é muito bom poder terminar o ano com a satisfação de dever cumprido. É muito gratificante ser campeão, dar esse título para o XV, para a torcida e foi mais recompensador ainda da forma como aconteceu. Foi minha primeira conquista como profissional, então a alegria é imensa”, descreveu o atleta.

O jogador relembra os momentos marcantes que viveu em Araraquara, na grande final contra a Ferroviária. “Eu estava tranquilo. Treinei bastante e estudei muitas cobranças desde quando nos classificamos para a segunda fase. Vi decisões de inúmeros campeonatos que foram finalizados desta forma: Liga dos Campeões, Libertadores, a própria Série A2 do Campeonato Paulista de 2011, quando o XV foi campeão, então estava preparado para isso”, contou.

 

Trabalho em conjunto

Desde o início de sua trajetória no Nhô Quim, Pasinato encontrou no preparador de goleiros Cristiano Cavalcanti uma fonte de apoio para seu crescimento profissional e um amigo para compartilhar a rotina de treinos pesados. “O Mateus chegou ao clube para um período de testes e logo percebi que ele tinha muito potencial. Em 2014, ele foi muito bem no Campeonato Paulista, em alguns jogos que ele disputou, e se destacou muito na Copa Paulista, no segundo semestre. No ano seguinte, ele sofreu uma contusão que o impediu de atuar no Paulistão e não estava em suas melhores condições na Copa Paullista”, comentou Cavalcanti.

Ex-goleiro do Alvinegro, o preparador exalta a temporada de seu pupilo. “Esse ano ele conseguiu se recuperar e isso me deixou muito feliz, pois ele é uma pessoa que trabalha demais, muito esforçado e sempre atento às minhas orientações. Então, o trabalho foi árduo e ele chegou pronto, técnica e fisicamente, para desempenhar muito bem sua função nessa nossa caminhada rumo ao título”, externou. Não é a primeira vez que um goleiro ganha o prêmio de “Craque do Ano” sob a batuta de Cavalcanti. Thiago Passos foi premiado em 2013 e o próprio Pasinato levou o troféu em 2013.

 

Outros premiados

Outros representantes do XV de Piracicaba foram destaques na noite de condecorações do “Melhores da Imprensa e do Esporte Piracicabano”. O treinador Cleber Gaúcho foi eleito o “Técnico do Ano” e a assessoria de imprensa do clube (que conta com os jornalistas Eduardo Castellari e Evandro Pelligrinotti sob a coordenação do também jornalista Fernando Galvão) foi votada como a melhor do segmento. Além disso, o presidente do clube, Celso Christofoletti, foi homenageado na cerimônia e o ex-jogador do Nhô Quim na década de 70, Perrela, foi o “Craque do Passado”

 

Deixe um comentário