Aula inaugural do curso de história da Unimep debate extremismo português

Refletir sobre duas formas de nacionalismo em épocas e conjunturas diferentes em Portugal é o objetivo da aula inaugural do curso de história da Unimep, a ser ministrada no campus Taquaral da Unimep nesta terça-feira (20). Com o tema “Extremismos de Direita em Portugal (1914 – 1974): Movimentos Doutrinários, Influências e Equívocos”, a palestra é promovida pelo curso de história e tem como palestrante a docente Ana Isabel Simões de Sousa Sardinha Desvignes, do Instituto de Estudos Lusófonos da Universidade de Paris 3, Sorbonne Nouvelle. Sem a necessidade de inscrições, os interessados podem acompanhar o evento gratuitamente, a partir das 19h30, no Auditório Verde do bloco 2 do campus Taquaral da universidade.  A iniciativa é aberta ao público, além de estudantes, profissionais e docentes de história.

A partir de elementos relacionados à história de Portugal do século 20, a palestra irá abordar momentos como a queda da monarquia constitucional, a primeira república portuguesa, o advento do Estado Novo e de Salazar, além de apresentar os nacionalistas revolucionários portugueses dos anos 60 e 70, e trabalhar a Guerra Colonial na África, o regime de Marcelo Caetano e o fim do autoritarismo português em 1974. “O objetivo é tratar de duas formas de nacionalismo em épocas e conjunturas diferentes em Portugal: em 1914, começo da Primeira Guerra Mundial, e no imediato pré 25 de abril de 1974. Dois nacionalismos que são também duas formas de extremismo político de direita”, aponta Ana Isabel. 

Palestrante – Doutora em história moderna e contemporânea, com ênfase em história da cultura e das mentalidades no período contemporâneo, Ana Isabel é professora do Departamento de Estudos Ibéricos e Latino-Americanos, do Instituto de Estudos Lusófonos da Universidade de Paris 3, Sorbonne Nouvelle. Ela se dedica às temáticas: transferências políticas e culturais, regimes autoritários e totalitários e edições de correspondências políticas.

Deixe um comentário