Da Romi para a Catedral

Este conteúdo foi publicado no “Almanak de Piracicaba”, editado pelo jornalista Cecílio Elias Netto, do jornal impresso “A Província”, que circulou como suplemento do jornal “A Tribuna Piracicabana”. Para este projeto, foram elaborados vários fascículos ao longo do período de novembro de 1995 a agosto de 1997. Segundo o editor, “um dos objetivos desses fascículos – que serão transformados no “Almanaque de Piracicaba” para este fim de século – é o de recuperar a memória piracicabana através de subsídios que possam trazer alguma contribuição às atuais e próximas gerações”.

trator Romi

(foto: Acervo do Museu da Fundação Romi)

 O primeiro trator construído pelas indústrias Romi, de Santa Bárbara d’Oeste, foi doado ao Bispo D. Ernesto de Pala, o primeiro da diocese. Foi em 5 de maio de 1951, quando se construíam as torres da Catedral de Santo Antonio. O Com. Emílio Romi, fundador daquelas empresas, ficou sensibilizado com a participação de D. Ernesto nas solenidades, na sua empresa, do Dia do Trabalhador.

 

Outros conteúdos estão reunidos na TAG Almanak de Piracicaba.

Deixe uma resposta