Em 1987: basquetebol do XV volta a agigantar-se nas quadras

O texto abaixo foi publicado em agosto de 1987 no semanário impresso A Província. Recuperamos para lembrar os 30 anos de atuação em Piracicaba. A análise mostra um pouco da situação do basquetebol piracicabano na época.

basquete (1)

O basquetebol masculino de Piracicaba está retornando paulatinamente à sua posição histórica de destaque, que já o fez campeão brasileiro, respeitado e admirado em todo o País.

Existe no esporte da cesta de nossa terra toda uma gloriosa tradição, que não exige esforço maior de memória para trazer à lembrança os feitos que começaram a ser assinalados por Fagundes, Romanelli e seus então jovens companheiros com a conquista do título do basquetebol nos recém-nascidos Jogos Abertos do Interior, criados Delo inesquecível Horácio “Baby” Barioni.

Tradição depois engrandecida nas memoráveis e consagradoras jornadas das décadas 50/60, quando colecionou títulos de todos os níveis, até sagrar-se campeão brasileiro e seus atletas como Vladir e Pecente conquistando para o Brasil, pela primeira vez, o título mundial.

Eis que, sem vir precedida de maior alarde, e certamente por isso mesmo, não tendo ainda penetrado a emoção do grande público, a camiseta alvinegra do E.C. XV de Novembro está agitando novamente as quadras de basquete em grandes campanhas.

Na verdade, é uma equipe que ainda não adquiriu os seus contornos finais. É uma força em formação. Mas, tem à sua frente, no seu comando direto, dois valores piracicabanos que trazem a têmpera dos campeões: o diretor Francis Bueloni (antigo craque do nosso basquete) e o técnico e jogador Wilson Rensi. À frente duma equipe que possui alguns valores que retornaram depois de defender o basquetebol de outros centros, outros ainda juvenis mas de promissor potencial técnico.

A equipe está invicta no Campeonato Estadual da Divisão, chave “B”. Iniciou bem o segundo turno e está se preparando para assumir um lugar ao lado dos grandes do basquetebol paulista e brasileiro, como integrante da Divisão Especial.

O elenco piracicabano é constituído dos seguintes atletas: Wilson Rensi (cestinha absoluto da equipe, além de seu técnico), Raimundo, Guilherme, Baiano, Celso, Milito, Maurílio, Ricardo, Ênio, Mafia, Zé Renato, Wagner, Denismar e Anderson.

O “pivô’ norte-americano Hutch, de 2,05m, que defendia o cestobol de Rio Claro, é o mais recente contratado do basquetebol piracicabano, que hoje leva o nome do XV de Novembro e tem o apoio do convênio Grupo Dedini – Prefeitura de Piracicaba, através do Comitê Geral de Esportes Olímpicos — COGEO.

Certamente, o público piracicabano não tardará a redespertar para a beleza das grandes jornadas do nosso basquetebol.

Deixe um comentário