Desenhos recuperados de Mário Thomazi

O Almanaque de Piracicaba de 1955, entre suas várias informações, guarda uma preciosidade pouco conhecida dos piracicabanos. Trata-se de reproduções de aquarelas de Mario Tomazzi, que retratam Piracicaba ainda no século XIX, desenvolvidas a partir de desenhos históricos, que lhe chegaram às mãos puro acaso.

O autor foi um imigrante italiano, chamado Giacomo Barafon, paisagista e pintor de cenas pitorescas da época do Império que, em Piracicaba, desenvolveu atividades artísticas ao lado de Luiz Lachini, Cipriano de Fávero e Carlos de Servi. Mudando-se já idoso para São Paulo, deixou alguns dos trabalhos para os filhos que, encontrando-se com Ernesto Thomazzi, entregaram-lhe os desenhos. Presume- se que muitos outros tenham permanecido em mãos de particulares (Nas reproduções abaixo, o registro deixado do muro do cemitério da Boa Morte, onde hoje é o Colégio Assunção e do Largo do Bom Jesus – séc. XIX).

1 comentário

  1. Cristina em 01/08/2016 às 14:33

    Mario Thomazzi não está esquecido.Está mais vivo do que nunca! Estamos trabalhando para recuperar vários trabalhos dele em igreja de Piracicaba.Gostei muito em saber que existem aquarelas ,pois fazia parte da venda dos serviços de arte a produção de aquarelas para serem aprovadas formalizando o trabalho em contrato.Se vcs tiverem informação de mais aquarelas especialmente dos trabalhos realizados em igreja eu apreciaria muito examiná-las.
    muito obrigada

Deixe uma resposta