Rua Governador, chique de morar

Desde o século XIX e até anos depois da Revolução de 1932, era Rua do Commercio. Depois, Rua Governador Pedro de Toledo, em homenagem ao governador paulista no início da revolução constitucionalista, amigo pessoal de personalidades piracicabanas de prestígio nacional, como Paulo de Moraes Barros e Francisco Morato.

A Rua Governador/Commercio se tornou um lugar especial principalmente depois da “chegada do trem da Paulista”, em 1922, quando os altos da cidade, imediações da Estação, se expandiram. Em anotações na imprensa local, Leandro Guerrini registrou que aquela região, da Paulista, se tornava um “lugar chique de se morar”. Novas residências, bangalôs, palacetes foram construídos nos altos da Governador/Commercio. E, também, na Boa Morte. A foto, com data provável da década de 1930/40, mostra dois detalhes interessantes: o automóvel, indicando haver “duas mãos” de tráfego na rua; o homem, apoiado ao poste, vestido conforme a moda daqueles tempos, com terno e gravata.

Deixe uma resposta