Giovanni Ferrazzo

RUA GIOVANNI FERRAZZO à via pública do Loteamento Monte Rey. Projeto de lei 102/95 do vereador Roberto Morais. O homenageado chegou ao Brasil em 1918, com 13 anos, acompanhado da mãe e de um irmão. Após registro no Porto de Santos, os três foram enviados a Piracicaba, onde permaneceram hospedados por outras famílias italianas. A mãe retornou para a Itália mas Giovanni, já com 14 anos, permaneceu no Brasil junto com o irmão. Conheceu a espanhola Carmen Canhoela, casaram-se e instalaram na cidade a fábrica de vassouras “Canta Galo”. Apesar das dificuldades da época, o casal conseguiu superar os problemas financeiros e comprou um sítio (Canta Galo), onde plantavam a matériaprima usada na produção das vassouras, barateando o produto em 40%. Ele colaborou bastante com entidades filantrópicas e é considerado um dos fundadores do Clube Italo-brasileiro. Morreu aos 89 anos no dia 10 de novembro de 1994. (Lei Municipal 3.954/95)

 

Deixe uma resposta