XV empata no Barão e encerra participação na Copa Paulista

Um empate em 0 a 0 contra o Independente no Barão da Serra Negra foi a última partida do XV de Piracicaba na Copa Paulista 2015. O Alvinegro precisava vencer o adversário por dois ou mais gols para avançar na competição, mas a igualdade no placar encerrou a participação da equipe na competição estadual.

Com o resultado, o Nhô Quim termina a primeira fase na quarta posição do grupo 2, com três pontos conquistados. O técnico Claudinho Batista lamentou as chances desperdiçadas e a eliminação do time. “Ficamos sem o Celsinho, que sentiu no aquecimento, e logo no início do jogo também perdemos o Bruninho. Isso desmontou tudo o que treinamos durante a semana e infelizmente não conseguimos construir o resultado que precisávamos”, disse.

 O JOGO

 Com a responsabilidade de vencer por dois gols de diferença, o técnico Claudinho Batista mudou a escalação e também a maneira do XV de Piracicaba jogar. A forte marcação do Independente, porém, dificultou as ações ofensivas do Alvinegro, que conseguiu o seu primeiro chute a gol aos 26 minutos, em cobrança de falta de Janílson.

O adversário, armado para o contra-ataque, respondeu seis minutos depois com Claudio Falcão, que chutou com perigo à direita de Mateus Pasinato. Ainda no primeiro tempo, Henry entrou no lugar de Bruninho, lesionado, e, aos 35’, o nigeriano cabeceou com estilo e levou perigo ao gol de Marcelo Bonan.

Nos minutos finais, o Nhô Quim intensificou as jogadas de ataque e criou duas chances que geraram polêmica. Na primeira, Matheus de Paula tocou para Henry, que na hora da finalização recebeu uma carga nas costas dentro da grande área. Na sequência, o nigeriano dividiu bola com o goleiro do Independente, que acertou o jogador no rosto. Os atletas do XV pediram pênalti, mas o árbitro não marcou.

No segundo tempo, o time de Claudinho Batista também não conseguiu impor o seu ritmo de jogo e passar pelo sistema defensivo do adversário. O alto número de passes errados em contraste com as poucas finalizações impediram o XV de Piracicaba de chegar aos gols necessários para sair com a vitória e classificação.

O treinador quinzita tentou, ao colocar Adilson e Diego Mello em campo, mudar o panorama da partida, mas as jogadas pararam no setor defensivo do Galo de Limeira. Clayton, de cabeça aos 34’, teve a única chance de marcar, mas a bola saiu à direita de Marcelo Bonan.

foto: Michel Lambstein

Deixe um comentário