Após quedas seguidas, Cesta Básica volta a subir

18062014081212000000_Cesta_Bas

O preço médio da Cesta Básica de Piracicaba ICB-ESALQ/FEALQ, calculado pela EJEA, para a semana encerrada no dia 18 de agosto de 2014, aumentou 2,28% em relação à semana anterior, passando de R$ 427,46 para R$ 437,72.

A significativa variação da cesta básica de Piracicaba, após semanas de queda, foi causada por aumentos em todas as categorias analisadas. A de Alimentos aumentou 2,06% enquanto que a variação da categoria Limpeza Doméstica foi de 1,28%. O aumento mais expressivo ocorreu na categoria de Higiene Pessoal, com 5,36%. Os produtos com destaque nesta análise são a cebola e a carne de primeira.

O preço da cebola aumentou 9,75% na semana, passando de R$ 2,08 para R$ 2,28/kg. Após apresentar queda no início do mês, a cebola retornou a subir. Segundo o CEPEA-USP/ESALQ, a menor área cultivada resultou em menor oferta, provocando a elevação nos preços. Estima-se que a colheita do mês de agosto deste ano seja 6% menor em relação à de 2013. Existe ainda uma pressão altista nos preços da cebola em razão da expectativa de que haja restrição na quantidade de água para irrigação na próxima safra, causado pelo atual problema de escassez de chuva no Estado de São Paulo.

O preço médio da carne de primeira variou 6,55%, passando de R$ 19,09 para R$ 20,34. Em termos monetários, isso representa R$ 1,25 a mais no preço da Cesta. Seguida do queijo mussarela, a carne de primeira foi a principal responsável pela elevação da Cesta Básica. O aumento contínuo da carne bovina de primeira pode estimular a sua substituição por outra fonte de proteína animal. A carne de frango, por exemplo, sofreu uma variação pequena, de R$ 0,18, passando de R$ 4,59 para R$ 4,77/kg nesta semana.

Deixe um comentário