Protesto em Piracicaba termina sem incidentes

Manifestação

Foto: G1 Piracicaba

As duas pistas da Rodovia Geraldo de Barros (SP-304), que liga Piracicaba (SP) a São Pedro (SP), foram liberadas por volta do meio-dia desta quinta-feira (11) com o fim da chamada “greve geral”, comandada por sindicalistas e que ocorreu em todo o país. Não houve incidentes durante o ato que teve início às 4h com a paralisação de ônibus do transporte municipal nas garagens.
Representantes do Conselho de Entidades Sindicais de Piracicaba (Conespi) deram início às manifestações na madrugada e fecharam a garagem dos ônibus urbanos. Só veículos que fazem as linhas intermunicipais foram liberados. Houve paralisações na empresa Dedini, no Terminal Central Integração (TCI) e na Praça José Bonifácio, antes da passeata seguir para a rodovia. O ato reuniu sindicalistas de Piracicaba e região, além de representantes de sindicatos da capital de São Paulo.

 
Reivindicações
Os manifestantes em Piracicaba, segundo o Conespi, reivindicam uma série de melhorias em serviços públicos e benefícios para trabalhadores. Entre os principais pedidos estão: redução da jornada de trabalho para 40 horas semanais sem diminuição de salários; transporte público de qualidade; aplicação de 10% do Produto Interno Bruto (PIB) para a Educação; aplicação de 10% do orçamento da União para a saúde.

Deixe um comentário