Astrônomo lança revista sobre o fim do mundo em Piracicaba

Fim do mundo, medo do desconhecido e profecias do apocalipse são temas abordados pelo astrônomo Nelson Travnik, de 77 anos, em uma revista que está disponível aos visitantes do Observatório Astronômico de Piracicaba (SP) desde sábado (1). A motivação do autor para escrever sobre os polêmicos assuntos veio com a aproximação do mês de dezembro, quando o calendário maia prevê o fim do mundo para o dia 21, episódio retratado no filme hollywoodiano “2012”.

“Eu tive a ideia de escrever essa revista para informar as pessoas sobre esse tema que anda em alta. Com o final do ano e a aproximação de 21 de dezembro de 2012, data em que os maias acreditavam como sendo a do fim deste mundo, creio que isso irá se intensificar”, comentou Travnik. “De acordo com eles há um ciclo de 5 mil anos que, quando se acaba, acontece alguma catástrofe. Isso, entretanto, não quer dizer que o mundo vai acabar”, opinou o astrônomo.

Segundo Travnik, que atua no ramo desde 1954, até março deste ano a agência nacional americana (Nasa) recebeu 6 mil mensagens com perguntas sobre o fim dos tempos e, em algumas delas, seus remetentes afirmam que, caso necessário, se suicidariam para não sofrer o dia do juízo final. Travnik contou que há algum tempo estuda cientificamente a data e vê com tranquilidade a sua aproximação.

 

Deixe um comentário