No encerramento do PiraDança, Quasar convida plateia para dançar

Piracicaba é a primeira cidade do interior paulista a receber o espetáculo de estreia da Quasar Cia de Dança. Com a encenação de No Singular, a trupe goiana encerra o 3o PiraDança (Festival de Dança de Piracicaba) no domingo (14), às 20h, no Teatro Municipal Dr. Losso Netto. A proposta é colocar o público para dançar.

Dialogar sobre o excesso e a velocidade de informações do mundo contemporâneo são as bases que nortearam a criação da 23a montagem da Quasar. “Diante da multiplicidade e da simultaneidade das informações que nos são oferecidas hoje, e principalmente diante das relações com o conhecimento que se estabeleceram a partir disto, comecei a criar o espetáculo”, diz o coreógrafo Henrique Rodovalho.

Rodovalho gravou o passo a passo de uma coreografia do espetáculo (disponível no YouTube em http://bit.ly/PrIRgA). O tutorial em vídeo foi pensado para que o público entenda o conteúdo que será apresentado no teatro para, depois, subir ao palco e participar da experiência de se tornar dançarino, caso sinta-se à vontade.

A primeira apresentação de No Singular aconteceu na cidade-natal da trupe, Goiânia, em 7 de outubro. Depois disso, a companhia seguiu para o Teatro Sérgio Cardoso, com duas encenações agendadas em 12 e 13 de outubro.

O espetáculo No Singular integra a ação Plataforma Expandida e é uma coprodução da Plataforma Internacional Estado da Dança, Associação Paulista dos Amigos da Arte, Secretaria da Cultura, Governo de São Paulo e Quasar Cia de Dança.

FLAMENCO – Uma realização da Prefeitura do Município de Piracicaba, por meio da Secretaria da Ação Cultural (Semac), e do Jornal de Piracicaba, o 3o PiraDança traz no feriado do Dia das Crianças (12 de outubro) o bailarino Luis Arrieta e a coreografia Ave Maria.

Também se apresentaram, por meio da Mostra Um Novo Olhar para Dança, os grupos Empório da Dança, Luminare Artes do Corpo, Grupo Áquila, Ballet Sandra Godoy, Grupo X7 da Casa do Hip Hop, Cia. de Dança Rogéria Zago e Malosá Studio de Dança.

No sábado (13), às 20h, é a vez do grupo Raies Dança Teatro apresentar o espetáculo Escenas Flamencas, composto pelas coreografias Sevillanas, Alegrias, Tangos e Bulerias. A proposta é a de reunir o tradicional e o moderno da música e dança, através do toque das castanholas, sapateado, palmas e leques. Com um elenco de cinco bailarinos e três músicos, o espetáculo apresenta os ritmos mais significativos do flamenco.

Após a apresentação de Escenas Flamencas, o público pode acompanhar as companhias selecionadas para a mostra Um Novo Olhar para a Dança, que no sábado privilegia as danças étnicas, sapateado e flamenco. São convidadas da noite o Grupo Josiany Shimla Danças Orientais, Espaço Ventre e Vida, Projeto de Dança Apae de Sumaré, Grupo de Danças Folclóricas Kimie Buyoo e Associação Esportiva e Cultural Vila África.

O PiraDança visa a promoção e o intercâmbio entre os participantes e a circulação de segmentos. A abertura teve o espetáculo Cisne Negro: 35 anos de Dança. Entre os convidados estiveram também os solistas do Theatro Municipal do Rio de Janeiro, Márcia Jaqueline e Denis Vieira.

Da Mostra Um Novo Olhar para a Dança partciparam os balés Fernanda Bianchini, Art Sandra Godoy, Clube de Campo de Piracicaba, Malosá Studio de Dança, Corpus Ballet, Circuito de Dança Jolles Salles e Studio 415.

 SERVIÇO – 3º PiraDança, de 10 a 14 de outubro, às 20h, no Teatro Municipal Dr. Losso Netto (avenida Independência, 277, Centro). Os ingressos são gratuitos e podem ser retirados com duas horas de antecedência. Mais informações: (19) 3433-4952 e no site www.piraprodanca.com.br.

 

Deixe um comentário