“Madrinha” de tropeiros usava boneca

Estudos realizados sobre os tropeiros que ajudaram a construir parte do interior do país, transportando todo tipo de mercadorias, indicam que, em São Paulo, eles eram originários principalmente de Sorocaba, Jundiaí, Itu, Piracicaba, Campinas, Mogi das Cruzes, Amparo, Mogi Mirim, São Bernardo, Santo Amaro.

A descrição de Aluisio de Almeida, detalhada no livro “Vida e morte de um tropeiro”, destaca que tropas da zona de Piracicaba possuíam geralmente uma “madrinha”. Tratava-se um cavalo de carga, com o sino (cincerro) ao pescoço, que carregava uma boneca. E havia, ainda, a cabeçada, ou égua com 6 guizos nos dois lados do freio, entre as orelhas. Nos couros do peitoral, mais guizos. O objetivo era um só: “cantar a alegria da tropa em marcha”.

Deixe um comentário