Lendas e crendices infantis de Piracicaba

CRENDICES DA VIDA INFANTIL 

1) Quando aparecem manchas brancas nas unhas: vai se ganhar dinheiro.

2) Quando o pedaço de pão cai no chão, não se deve apanhá-lo mais: pertence às almas. A não ser que se lhe dê um beijo.

3) Quando cai um dente deve-se jogá-lo no telhado. Nasce outro.

4) Quando se tem um terçol, chega-se a um companheiro e, com a mão, faz-se várias vezes o gesto de como quem passa o incômodo para o olho do outro. Diz-se: “passe pra você, passe pra você…”

NÃO PRESTA

5) Beber água com o rosto voltado para o sol. Deixa a boca torta.

6) Pular por cima de uma criancinha nova. Ela não cresce mais.

7) Mexer em fogo à noite. Faz urinar na cama.

8) Mexer em ninho de tico-tico. Faz nascer sardas no rosto.

9) Falar um nome muito feio. Nossa Senhora vira o rosto por três dias.

10) Apontar as estrelas com o dedo. Faz nascer verruga nele.

11) Andar de costas. A mãe morre.

12) Expor criancinha nova ao espelho. Ela não aprenderá mais a falar.

13) Urinar numa fogueira. Faz secar a urina.

PARA ACHAR O QUE PERDEU

14) Enfia-se um pauzinho no cu do Diabo.

(Lembra, o autor, que, na sua infância, as crianças o faziam, espetando um graveto na terra do quintal. E só davam “alívio” ao demo, retirando o pauzinho de lá, quando achavam o objeto perdido.)

Deixe um comentário