Genealogia de Prudente de Moares

TRONCO MATERNO

DR. PRUDENTE JOSÉ MORAES BARROS, em uma das suas linhagens, descende do Cacique Tibiriçá, conforme Genealogia Paulista, de Luiz Gonzaga Silva Leme, que segue:

• TIBIRIÇÁ CACIQUE: Chefe da tribo dos Guianás, um dos primeiros a manter relações amigáveis com os jesuítas. Viveu no Século XVI, teve diversos filhos e, entre eles, a primogênita e mais bela das filhas, BARTIRA (batizada como IZABEL DIAS), que se casou com JOÃO RAMALHO, tendo diversos filhos e quem segue a linhagem é:

• JOANA RAMALHO, que se casou com o português e povoador de Piratininga JORGE FERREIRA. Da prole numerosa, quem segue a linhagem é:

• JOANA FERREIRA, casada com Tristão de Oliveira. Entre os filhos que tiveram, o que segue a linhagem é:

• MATIAS DE OLIVEIRA, que se casou com IZABEL DA CUNHA. Matias faleceu em 1624 e Izabel em 1616. Da grande prole a que segue a linhagem é:

• JULIANA DE OLIVEIRA, que se casou com o português MANOEL FRANCISCO PINTO, natural de Guimarães. Segue a linhagem, entre os filhos:

• SALVADOR FRANCISCO DE OLIVEIRA LOBO, casado com ANA PIRES, de tradicional família de São Paulo de Piratininga. Entre os filhos que tiveram o que segue a linhagem é:

• BENTO DE OLIVEIRA PIRES casou-se com IZABEL DE MORAIS SILVA, de onde surge o MORAIS do Dr. Prudente. O casal teve poucos filhos e quem segue a linhagem é:

• JOSÉ MORAIS PIRES, falecido em São Paulo em 1731, casou-se com IZABEL GONÇALVES PAES, falecida em Cotia em 1751. Quem segue a linhagem é:

• IZABEL DE MORAIS, falecida em Santo Amaro no ano de 1795, casada com FERNANDO DE FIGUEIRÓ DE CAMARGO. O filho que segue esta linhagem é:

• FERNANDO ANTONIO FIGUEIRÓ, que foi casado com IZABEL DE BARROS, de onde surge o sobrenome BARROS do Dr. Prudente. O filho que segue a linhagem é:

• JOSÉ MARCELINO DE BARROS, casado com CATARINA MARIA DE MORAIS, pessoa de alta linhagem paulista, e Marcelino de tronco português. Desse casamento, tiveram os filhos: FREDERICO JOSÉ, FERNANDO JOSÉ, JOAQUIM JOSÉ, MANOEL, CÂNDIDA e o caçula PRUDENTE JOSÉ, o Presidente com seus pais e irmãos.

TRONCO PATERNO

• CACIQUE PIQUEROBI: Chefe da aldeia em terras paulistas. Conforme os costumes da época, os chefes tinham muitos filhos. E quem segue a linhagem é a filha:

• ANTONIA (Índia), casada com o português ANTONIO RODRIGUES. Da grande prole, quem segue a linhagem é a filha:

• ANTONIA RODRIGUES, casada com ANTONIO FERNANDES, lusitano ilustre, companheiro de Martim Afonso de Souza. Quem segue a linhagem é:

• MECIA FERNANDES (Mecia-Assú), casada com o também português SALVADOR PIRES. A filha que segue a linhagem é:

• MARIA PIRES, casou-se com BARTOLOMEU BUENO DA RIBEIRA, espanhol de Sevilha, de ilustre família. A linhagem segue com:

• BARTOLOMEU BUENO DA RIBEIRA (o Moço), casado com MARIANA DE CAMARGO, com a linhagem seguida pela filha:

• MARIA BUENO DE CAMARGO, que se casa com BALTAZAR DE LEMOS E MORAIS, de ilustre família paulista. A linhagem segue com:

• MARIANA DE CAMARGO, casada com FRANCISCO PINTO GUEDES ALCOFORADO, Título Militar, falecido em 1701. A filha que segue esta linhagem é:

• MECIA DE MORAES DE CAMARGO, casada com JOÃO FIGUEIRÓ DA SILVA. A linhagem segue com o filho:

• FERNANDO DE FIGUEIRÓ DE CAMARGO, casado com IZABEL DE MORAIS, cuja linhagem segue com o filho:

• FERNANDO ANTONIO DE FIGUEIRÓ, casado com IZABEL DE BARROS. A linhagem segue com filho:

• JOSÉ MARCELINO DE BARROS, que se casa com CATARINA MARIA DE MORAES, e se tornam pais de PRUDENTE JOSÉ DE MORAES BARROS.

(Memorial de Piracicaba – Almanaque 2002-2003 – fascículo 1)

2 comentários

  1. José Eduardo Pimentel de Godoy em 19/06/2014 às 02:06

    encontrei uma notícia no jornal Estado de São Paulo que indica que as filhas de Artur de Assis Carvalho, comissário de café em Santos, ex-morador de Amparo, eram sobrinhas de Prudente de Moraes – não consegui estabelecer a ligação, por falta de dados – podem me ajudar?.

    • José Eduardo Ramos em 03/11/2016 às 13:55

      Olá Sr. José Eduardo. Preciso que retifique informação colocada no seu blog http://historiapoliticadoamparo.blogspot.com.br/ Eu sou filho de Francisca Galvão Bueno Ramos de Oliveira e do Dr. Paulo Ramos de Oliveira. Ela filha do Nhonhô da Chácara, Francisco Marianno Glavão Bueno e de Carlotta Zanella. O Sr. registrou meu nome como Carlos Eduardo Ramos de Oliveira, quando na verdade sou José Eduardo Ramos de Oliveira (seu xará). E tenho ainda um irmão mais moço, que não está registrado no seu blog, o quarto de meus pais, de nome Caio Ramos de Oliveira. Desde já agradeço sua atenção.

Deixe uma resposta