Pássaros de Piracicaba: Bico-de-lacre

Bico-de-lacre – Estrilda astrild
Família Estrildidae

O bico-de-lacre mede cerca de 10 centímetros, alimenta-se de sementes, principalmente as de gramíneas. O casal constrói um ninho, esférico ou oval, com penas, algodões e hastes de capins. As paredes são grossas e resistentes, mas não tecidas. A entrada do ninho é representada por um túnel estreito e pouco evidente. Às vezes, fabrica também ninhos menores que servem como dormitórios ou, ainda, sobre o ninho de cria, outro bem visível com a base apoiada sobre o mesmo. Parece que a função deste último é desviar a atenção dos predadores do ninho verdadeiro. Os 3 ovos brancos são incubados pelo casal durante 11 dias e os filhotes permanecem no ninho de 17 a 19 dias.

O bico-de-lacre é uma espécie nativa da África que foi introduzida no Brasil no fim do século XIX. Hoje, sua distribuição estende-se de norte a sul do país. Vive em áreas abertas como campos, pastagens e ambientes urbanos.

Deixe um comentário