Pássaros de Piracicaba: Maria-cavaleira

Maria cavaleiraMaria-cavaleira – Myiarchus ferox
Família Tyrannidae

É comum a espécie ser chamada erroneamente de irrê, pois é confundida com outra espécie (Myiarchus swainsoni) muito semelhante. A maria-cavaleira diferencia–se pelo fato de frequentar mais ambientes abertos e possuir vocalização curta, de menor intensidade e levemente acelerada no início e finalizada com uma nota um pouco mais longa.

Em todas as aves do gênero, a garganta e a parte superior são cinza, com a barriga amarela. Dorso escuro, com a cabeça relativamente grande e penas do topete mantidas semieriçadas. Bico escuro e forte. Cauda longa, do mesmo tom das costas. Nas asas, duas faixas claras e bordos claros nas penas de voo. Canta o ano inteiro, com maior frequência entre julho e novembro (período reprodutivo), quando apresenta outros chamados. Vive geralmente solitária, caçando artrópodes em voo, sem sair das copas. Mede 20 centímetros de comprimento.

Pode ser encontrada na Argentina, na Bolívia, no Brasil, na Colômbia, no Equador, nas Guianas, no Paraguai, no Peru, no Suriname, no Uruguai e na Venezuela. Habita ambientes abertos, bordas de mata e capoeiras.

Deixe um comentário