Éden destruído

Éden destruído

A derrubada do Hotel Central foi um assassínio histórico. No interior, pedacinho do Éden.

Imagens do destruído Hotel Central – para se transformar num grotesco estacionamento de automóveis vertical, ao lado da Catedral de Santo Antônio – são sempre dolorosas pela consciência da perda histórica e arquitetônica que Piracicaba sofreu. A PROVÍNCIA está recolhendo-as e divulgando-as, como contribuição histórica para se avaliar um espaço que teve renome nacional, até mesmo por ter sido palco da tragédia que ceifou a vida do pintor Almeida Júnior.

A foto é do jardim de Inverno do Hotel Central, local onde não apenas os hóspedes se reuniam para drinques e conversas, mas também a sociedade piracicabana, a elite aristocrática. ´´E mais um registro do livro de Mário de Sampaio Ferraz, “Piracicaba e sua Escola Agrícola”, edição de 1916. (CEN)

 

Deixe um comentário