Pássaros de Piracicaba: Pato-selvagem

Pato SelvagemPato-selvagem – Cairina moschata
Família Anatidae

Autoria: Davi Negri, Luccas Longo e Fabrice Desmonts/ Editora Senac São Paulo

O pato-selvagem também é chamado de pato-do-mato, pato-picaço e pato-bravo. Apresenta larga distribuição, e é considerado o pato ancestral das subespécies domésticas de outros países, bem como no Brasil. Existem referências que asseguram que o pato-selvagem era domesticado pelos indígenas, bem antes da descoberta da América pelos europeus.

Apresenta dorso preto e faixa branca na parte de baixo das asas. Alimenta-se de raízes, sementes e folhas de plantas aquáticas, apanhadas ou através de filtragem da lama do fundo de ambientes aquáticos. Para procurar alimento, nada com a cabeça e o pescoço afundados. Também pode se alimentar de pequenos invertebrados capturados nessas filtragens. Maior que o pato-doméstico, mede 85 centímetros de comprimento e 120 centímetros de envergadura.

Ocorre do México ao Norte da Argentina e na maior parte do Brasil. Vive em ambientes aquáticos como rios e lagos.

Deixe um comentário