Após queda, cesta básica volta a subir

20130704195458-20130704195458-cesta

O preço médio da Cesta Básica de Piracicaba ICB-ESALQ/FEALQ, calculado pela EJEA, para a semana encerrada no dia 25 de julho de 2014, apresentou aumento de 1,88% em relação à semana anterior, passando de R$ 435,40 para R$ 443,60

A categoria que apresentou maior variação foi a de Limpeza Doméstica, a qual aumentou 4,48%, passando de R$47,62 para R$49,76. A categoria de Alimentos aumentou 5,85%, passando de R$ 349,14 para R$369,59. A categoria Higiene também apresentou variação positiva de 1,02%, passando de R$37,98 para R$38,37. Os produtos que merecem destaque nesta análise são o frango e a salsicha.

O preço do frango aumentou 13,59% esta semana, passando de R$4,66 para R$5,29. Segundo o Conselho Nacional do Frango, o consumo da carne aumentou 17% nos Estados Unidos. O aumento do consumo externo desse este produto causa impactos no mercado brasileiro. De acordo com o CEPEA-ESALQ-USP, até a terceira semana deste mês, a média diária de carne de frango in natura exportada foi de 14,3 mil toneladas, 2,1% maior que a de junho e 5,6% superior ao do mesmo período do ano passado. Tal fato provocou redução na oferta interna de frango, causando aumento em seu preço.

Ainda sobre o frango, uma pesquisa realizada pela Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO), aponta que a carne de frango será a mais consumida no mundo. O estudo conclui que o índice de expansão da produção média anual para carne de frango está sendo previsto em cerca de 2,5%, o que, se consolidado, representará incremento de 26,70% em uma década.

O preço da salsicha aumentou 12,11% na semana, passando de R$ 5,45/kg para R$ 6,11/kg (Gráfico 3). Esse aumento pode ser explicado pela forte alta nas cotações da carne suína, o principal insumo da produção de salsinha. Segundo o CEPEA, essa alta ocorreu na região SP-5 – Bragança Paulista, Campinas, Piracicaba, São Paulo e Sorocaba. O aumento é resultado da combinação da oferta restrita com demanda consistente, tanto interna como externa. Com as altas no preço pago ao produtor, o atacado e o varejo também se posicionam com preços maiores para a carne suína.

 

Deixe um comentário