Cesta básica em forte alta

download

O preço médio da Cesta Básica de Piracicaba ICB – ESALQ/FEALQ, calculado pela EJEA, para a semana encerrada no dia 12 de setembro de 2014, apresentou aumento significativo de 2,53% em relação à semana anterior, passando de R$ 434,51 para R$ 445,51.

Os aumentos ocorreram em todas as categorias. A maior variação foi na categoria Higiene, com 8,12% de alta, passando de R$ 39,75 para R$ 42,97. A categoria Alimentos aumentou 2,13%, de R$ 347,70 para R$ 355,10. A variação da categoria Limpeza Doméstica foi de 0,79%, passando de R$ 47,06 para R$ 47,43. Os produtos com destaque nessa análise são a cebola e linguiça toscana. O aumento da cebola foi de 22,59%, passando de R$ 1,97 para R$ 2,42/kg. De acordo com o CEPEA-ESALQ/USP, apesar de estarmos no período de maior oferta, as cotações ao produtor estão boas, por causa da menor área plantada em relação à temporada passada (10% menor em Monte Alto e 15% inferior em São José do Rio Pardo). O recuo no plantio ocorreu devido à estiagem deste ano e algumas dificuldades enfrentadas na safra passada, como atraso na colheita e baixa rentabilidade.

O aumento da linguiça toscana nesta foi de 3,29%, com o preço médio passando de R$ 9,65/kg para R$ 9,97/kg. A variação foi causada pela alta cotação da carne suína, que é o principal insumo da linguiça toscana. Segundo o CEPEA-ESALQ/USP, o alto preço das carnes de frango e bovina elevou a demanda pela carne suína, com o consequente aumento de preços. Além disso, os donos dos frigoríficos aproveitaram o aquecimento do consumo para cobrar mais pelo produto, levando-se em conta que o preço do suíno vivo está em patamares altos.

 

Deixe um comentário